Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: MAURICIO EDUARDO CHAVES E SILVA
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MAURICIO EDUARDO CHAVES E SILVA
DATA: 20/12/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Reunião do TROPEN/PRODEMA/UFPI
TÍTULO: CONHECIMENTO ECOLÓGICO E BOTÂNICO LOCAL DE AGRICULTORES SOBRE AGROBIODIVERSIDADE EM ÁREAS RURAIS DO NORDESTE BRASILEIRO
PALAVRAS-CHAVES: Etnobotânica. Agroecologia. Agrobiodiversidade. Agricultura familiar camponesa.
PÁGINAS: 122
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A agrobiodiversidade, importante ramo da biodiversidade, tem grande relevância para a agricultura e alimentação, apresentando forte vínculo com os seres humanos. Os estudos sobre agrobiodiversidade contemplam saberes e práticas sobre o ambiente, tradições e costumes, em que os agricultores usam os recursos que lhes são disponíveis na natureza de forma a garantir sua alimentação, saúde, construção de abrigo e artefatos, produção de fibras e geração de renda. Objetivou-se investigar por meio do conhecimento ecológico e botânico local, a agrobiodiversidade dos recursos alimentares utilizados em sistemas de produção tradicional, nas dietas das famílias dos agricultores, nas comunidades rurais Periperi e Projeto de Assentamento Araras, município de Amarante, Piauí. O estudo é de caráter qualiquantitativo, baseando-se nos métodos dialético, comparativo e etnográfico, por meio de pesquisa bibliográfica e levantamento de dados, aplicando-se formulários semiestruturados, listagem livre, observação participante, turnê guiada e oficinas, junto aos agricultores escolhidos por meio de amostragem não probabilística. Nas duas comunidades, os agricultores mantêm e gerenciam as espécies vegetais basicamente, em três agroecossistemas tradicionais: as matas, os quintais e as roças. Foram citadas 102 etnoespécies conhecidas, utilizadas e manejadas como recurso alimentar nos agroecossistemas tradicionais avaliados, distribuídas em 41 famílias botânicas. A maioria das espécies citadas (61%) é predominantemente cultivada em roças e quintais. O fruto foi o órgão vegetal mais consumido, com cerca de 72% de citação. Tanto as mulheres como os homens citaram, em média a mesma quantidade de plantas alimentares, e não foi observada diferença entre o número de espécies citadas em relação a idade, nível de escolaridade e renda familiar mensal dos entrevistados. Os quintais agroflorestais produtivos se caracterizaram por apresentar o maior número de espécies alimentícias citadas (72) no estudo. Tornam-se uma alternativa viável, agroecológica e sustentável que permite a produção permanente de alimentos básicos de qualidade e de fácil acesso para a subsistência de toda a família. Porém, verificou-se que as novas gerações estão começando a se distanciar das tradições locais, principalmente em relação ao conhecimento e uso de espécies alimentícias silvestres nativas, sejam por meio do acesso a novos produtos alimentícios ou mesmo por uma questão de melhoria econômica dessas famílias. Os saberes e práticas tradicionais dos agricultores fornecem elementos, que contribuem para a manutenção e conservação da biodiversidade agrícola. O compartilhamento dos conhecimentos provenientes do meio científico com as culturas locais melhora a compreensão das formas de conexão com a natureza. Espera-se que os resultados deste trabalho, possam favorecer à criação de políticas públicas que incentivem sistemas de produção agroecológicos e orgânicos nos agroecossistemas tradicionais contribuindo para a melhoria na qualidade da segurança alimentar e nutricional dos agricultores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo ao Programa - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Externo ao Programa - 1046342 - ELAINE APARECIDA DA SILVA
Externo à Instituição - ALEXANDRE NOJOZA AMORIM - IFMA
Externo à Instituição - LÚCIA GOMES PEREIRA - SEMEC-TERESI
Externo à Instituição - MARIA IRACEMA BEZERRA LOIOLA - UFC

Cadastrada em: 06/12/2017
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
  • » DOUTORADO (08/11/2017 : 17/11/2017)
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 07/08/2017 - 08/08/2017 · Matrícula para o período 2017.2.
  • 14/08/2017 · Início do período letivo 2017.2.
SIGAA | Núcleo de Tecnologia da Informação - NTI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.srvjb07 12/12/2017 01:16