Últimas Notícias
Banca de DEFESA: PAMELA PONCE MARTINS
Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAMELA PONCE MARTINS
DATA: 04/05/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO: Identificação filogenética do complexo Rhizoctonia solani em coentro no Brasil.
PALAVRAS-CHAVES: Fungo de solo, Waitea, Ceratobasidium
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
SUBÁREA: Genética Vegetal
RESUMO:

O coentro (Coriandrum sativum L) é uma planta herbácea que pertence à família Apiaceae. É classificada como hortaliça folhosa e aromática. Possui centro de origem no Sul da Europa e Oriente Médios, e foi disseminado para diversos países do mundo no período da colonização europeia. Sendo Rússia e Índia os maiores produtores mundiais, e México e Brasil grandes consumidores desta hortaliça. É muito usada na culinária de diferentes culturas e de várias maneiras. As folhas frescas e sementes secas são utilizadas como temperos e especiarias em diversos países, além de apresentar interesse para as indústrias de bebida e farmacêuticas. No Brasil, usa-se mais as folhas frescas como tempero e decoração de pratos, principalmente nas regiões Norte e Nordeste Diversos agentes etiológicos causam doenças na cultura do coentro, e os fungos apresentam maior importância devido ao grande prejuízo que causam na produção. Dentre os problemas fitossanitários de maior relevância estão os patógenos que causam problemas no sistema radicular. Fungos que estão frequentemente associados à tais problemas são Fusarium, Rhizoctonia spp e Macrophomina phaseolina. A ocorrência de sintomas de podridão radicular e tombamento em plantas de coentro já foram relatados em trabalhos no Brasil, no entanto, a identificação dos fitopatógenos foi realizada apenas com avaliação dos caracteres morfológicos.  Desta forma, este estudo teve como objetivos: 1. identificar quais são os agentes que causam tombamento e podridão radicular em coentro, através de abordagem morfológica e filogenética. 2. confirmar se os fungos identificados causam tombamento. Amostras de plantas sintomáticas foram coletadas nos estados do Ceará, Piauí e Distrito Federal nos anos de 2016 e 2017. Foram obtidos 25 isolados de fungos das plantas sintomáticas. Inicialmente, os isolados foram caracterizados morfologicamente e identificados como Rhizoctonia solani, Fusarium solani e Macrophomina phaseolina.  Aplicando a técnica de coloração de núcleos nos isolados caracterizados como R. solani, 9 isolados se apresentaram com hifas multinucleadas e 3, com hifas binucleadas. Através do sequenciamento de nucleotídeos confirmou-se que oito isolados avaliados pertencem ao complexo de R. solani, dois isolados são de Waitea sp. e um isolado pertence a Ceratobasidium ramicola . No teste de patogenicidade confirmou-se que todos os 12 fungos inoculados causaram tombamento em plântulas, sendo os grupos de anastomose AG4-HGI e AG2-2 os mais agressivos. Este é o primeiro registro de R. solani AG2-2 e AG4-HG1, Waitea sp e Ceratobasidium ramicola em coentro no Brasil


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CÍCERO NICOLINI - UESPI
Externo à Instituição - JEAN HERLLINGTON ARAÚJO MONTEIRO - IFPI
Interno - 2058623 - JOSE EVANDO AGUIAR BESERRA JUNIOR
Presidente - 048.121.816-58 - MARUZANETE PEREIRA DE MELO - UFPI

Cadastrada em: 13/04/2018
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 22/02/2018 - 23/02/2018 · Matrícula para o período 2018.1.
  • 01/03/2018 · Início do período letivo 2018.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb01.ufpi.br.instancia1 23/04/2018 17:48