-

MPSF001 - ATENÇÃO E GESTÃO DO CUIDADO - Turma: 01 (2018.2)

Tópicos Aulas
Cuidado integral e modos de ser do humano / A APS nas redes de atencao a saude (13/09/2018 - 13/09/2018)
Cuidado integral e modos de ser do humano: dimensoes para a construcao da clinica ampliada na ESF / A APS nas redes de atencao a saude: atributos e interlocucao com a gestao do cuidado / A APS e as redes de atencao a saude: possibilidades e desafios a gestao do cuidado
Cuidado integral e modos de ser do humano / A APS nas redes de atencao a saude (PARTE II) (13/09/2018 - 13/09/2018)
Cuidado integral e modos de ser do humano / A APS nas redes de atencao a saude (PARTE II)
Dimensoes da Gestao do Cuidado / Redes de Atencao e Linha de Cuidado (14/09/2018 - 14/09/2018)
Dimenso?es da Gestao do Cuidado / Redes de Atencao e Linha de Cuidado /
Dimensoes da Gestao do Cuidado / Redes de Atencao e Linha de Cuidado (PARTE II) (14/09/2018 - 14/09/2018)
Dimensoes da Gestao do Cuidado / Redes de Atencao e Linha de Cuidado (PARTE II)
Atividade de dispersao (15/09/2018 - 26/09/2018)
Atividade de dispersao
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE I) (27/09/2018 - 27/09/2018)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE I)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE II) (27/09/2018 - 27/09/2018)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE II)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE III) (28/09/2018 - 28/09/2018)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE III)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE IV) (28/09/2018 - 28/09/2018)
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE IV)
Frequências da Turma
# Matrícula SET Total
13 14 15 17 18 19 20 21 22 24 25 26 27 28
1 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
3 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
4 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
5 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
6 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
7 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
8 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
9 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
10 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
11 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
12 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
13 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
14 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
15 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
16 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
17 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
18 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
19 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
20 2017101**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Unid. 2 Unid. 3 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 2017101**** 9,0 9,0 9,0 9.0 0 AM
2 2017101**** 9,3 9,3 9,3 9.3 0 AM
3 2017101**** 9,2 9,2 9,2 9.2 0 AM
4 2017101**** 9,4 9,4 9,4 9.4 0 AM
5 2017101**** 10,0 10,0 10,0 10.0 0 AM
6 2017101**** 9,3 9,3 9,3 9.3 0 AM
7 2017101**** 9,3 9,3 9,3 9.3 0 AM
8 2017101**** 9,0 9,0 9,0 9.0 0 AM
9 2017101**** 9,0 9,0 9,0 9.0 0 AM
10 2017101**** 9,3 9,3 9,3 9.3 0 AM
11 2017101**** 9,8 9,8 9,8 9.8 0 AM
12 2017101**** 9,5 9,5 9,5 9.5 0 AM
13 2017101**** 9,3 9,3 9,3 9.3 0 AM
14 2017101**** 9,5 9,5 9,5 9.5 0 AM
15 2017101**** 9,3 9,3 9,3 9.3 0 AM
16 2017101**** 9,8 9,8 9,8 9.8 0 AM
17 2017101**** 10,0 10,0 10,0 10.0 0 AM
18 2017101**** 9,5 9,5 9,5 9.5 0 AM
19 2017101**** 9,2 9,2 9,2 9.2 0 AM
20 2017101**** 9,0 9,0 9,0 9.0 0 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nesta página é possível visualizar o plano de curso definido pelo docente para esta turma.

Dados da Disciplina
Ementa: Conhecimento dos determinantes sociais de saúde no território e no Brasil. Características do processo saúde-doença no contexto comunitário. Diagnóstico local de saúde. Planos de cuidados para os ciclos de vida na concepção da clínica ampliada. Participação do indivíduo e da família na definição do plano de cuidado. Integração das ações programáticas às necessidades de cuidado dos indivíduos. Integralidade e trabalho em equipe multiprofissional.
Objetivos:
Metodologia de Ensino e Avaliação
Metodologia: Nos momentos presenciais serão utilizadas: Evocação de Palavras, Grupo Tutorial, Dramatização, Exposição Dialogada, Estudo Dirigido, Prática na Comunidade, Cine Pipoca/debate e vídeo-aula. Nos momentos de dispersão utilizaremos Prática na Comunidade.
Procedimentos de Avaliação da Aprendizagem: A avaliação dos mestrandos é prioritariamente formativa, com foco no processo de desenvolvimento de competência para atuar na Estratégia Saúde da Família, conforme matriz que orienta o currículo e inclui também a dimensão somativa. Ao finalizar as atividades educacionais correspondentes a cada um dos objetivos específicos de um módulo, o docente responsável deve realizar a avaliação do processo de ensino- aprendizagem dos mestrandos em duas dimensões:

1a. Frequência (75%) e participação nas atividades previstas para o módulo.
2a. Desempenho: escala de 0 (zero) a 10 (dez), com mínimo de nota 7 (sete) nas avaliações das estratégias educacionais desenvolvidas.

A avaliação está estruturada para possibilitar aos participantes, ao longo do módulo, a identificação de bons resultados obtidos e de aspectos em que seja necessário o aprimoramento da aprendizagem.
A avaliação desse módulo será realizada pelos seguintes instrumentos, com os seguintes valores:
● Grupo Tutorial - Planilha de acompanhamento do facilitador (anexo A) e relatório síntese do GT ? 2,0 pontos
● Prática na comunidade ? Apresentação da prática - Roteiro de observação do professor (anexo B) - 3,0 pontos
● Prática na comunidade - Relatório individual (anexo C) - 2,0 pontos
● Auto avaliação (anexo D) ? 1,0 ponto
● Participação e assiduidade ? 2,0 pontos (0,25 por turno ? somente a presença não
garante a pontuação por turno, mas também será avaliado o envolvimento e
participação).
Horário de atendimento:
Bibliografia: ALMEIDA, Patty Fidelis de; GIOVANELLA, Lígia; MENDONCA, Maria Helena Magalhães de and ESCOREL, Sarah.Desafios à coordenação dos cuidados em saúde:estratégias de integração entre níveis assistenciais em grandes centros urbanos. Cad. Saúde Pública [online]. 2010, vol.26, n.2, pp. 286-298.
AYRES, José Ricardo C.M. Cuidado: trabalho e interação nas práticas de saúde. Rio de Janeiro: CEPESC; UERJ/IMS; ABRASCO, 2009.
AYRES, José Ricardo C.M. O cuidado e os modos de ser (do) humano e as práticas em Saúde. Rev. Saúde e Sociedade 3 (3): 16-29; 2004
__________. Cuidado e reconstrução das práticas de saúde. Interface: Comunicação, Saúde, Educação. Botucatu. 2004; 8(14): 73-91.
__________. Uma Concepção Hermenêutica de Saúde. Physis: Rev. Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. 2007:17(1):43-62.
BLASCO, Pablo González et al. Cinema para o Estudante de Medicina: um Recurso Afetivo/Efetivo na Educação Humanística. Revista Brasileira de Educação Médica. Rio de Janeiro, v .29, no 2, maio/ago. 2005
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. Clínica ampliada e compartilhada / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão do SUS. ? Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 64 p.: il. color. ? (Série B. Textos Básicos de Saúde)
Bousquat A, Giovanella L, Campos SEM, Almeida PF, Martins CL, Mota PHS, et al. Atenção primária à saúde e coordenação do cuidado nas regiões de saúde: perspectiva de gestores e usuários. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2017; 22(4):1141-54. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v22n4/en_1413-8123-csc-22-04-1141.pdf
CAMPOS, G. W. S.; GUERRERO, A. V. P. (organizadores). Manual de Práticas de Atenção Básica: saúde ampliada e compartilhada. São Paulo: Hucitec, 2008.
CAMPOS, G. W. S; AMARAL, M. A. A clínica ampliada e compartilhada, a gestão democrática e redes de atenção como referenciais teórico-operacionais para a reforma do hospital. Ciênc Saúde Coletiva. 2007; 12(4):849-59.
CAMPOS, G.W.S. Clínica e Saúde Coletiva compartilhadas : teoria Paidéia e reformulação ampliada do trabalho em saúde . In: MINAYO, C, et al. (organizadores). Tratado de Saúde Coletiva. São Paulo: Hucitec; 2006. p.53-92.
CAPRA, F. A teia da vida. São Paulo: Cultrix, 2006.
CECÍLIO, Luiz Carlos de O. A morte de Ivan Ilicht, de León Tolstói: elementos para se pensar as múltiplas dimensões da gestão do cuidado. In: Interface ? Comunicação, Saúde, Educação. V13, supI, 2009.p. 545-555.
CECÍLIO, Luiz Carlos de O. Apontamentos teórico-conceituais sobre processos avaliativos considerando as múltiplas dimensões da gestão do cuidado em saúde. In: Interface ? Comunicação, Saúde, Educação. 2011, V15 n.37, p.589-99.
CUNHA, Gustavo Tenório. A construção da clínica ampliada na atenção básica. São Paulo. Hucitec, 2005.
FRANCO, C. M.; FRANCO, T. B. Linhas do cuidado integral: uma proposta de organização da rede de saúde. Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense (UFF), 2000.
FRANCO, Túlio B.; MAGALHÃES JÚNIOR, Helvécio M. M. Integralidade na assistência à saúde: a organização das linhas de cuidado. In: MERHY, E. E. et al. O trabalho em saúde: olhando e experienciando o SUS no cotidiano. São Paulo: HUCITEC, 2003.
FRANCO, Túlio Batista et al. A produção subjetiva da ESF. In: FRANCO, Túlio Batista et al. A produção subjetiva do cuidado: cartografias da ESF.São Paulo Hucitec, 2009.
MACHADO, M. F. A. S.; et al. Integralidade, formação de saúde, educação em saúde e as propostas do SUS ? uma revisão conceitual. Ciência & Saúde Coletiva, v. 12, n. 2, 2007.
MALTA, D. C.; MERHY, E. E. O percurso da linha do cuidado sob a perspectiva das doenças crônicas não transmissíveis. Interface - Comunic., Saude, Educ., v.14, n.34, jul./set. 2010.
MENDES, E. V. As redes de atenção à saúde. Belo Horizonte: Escola de Saúde Pública de Minas Gerais, 2009.
NOGUEIRA DA SILVA Geórgia Sibele. Projeto de Extensão, Cine conversa. Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Departamento de Psicologia, 2012.
NOGUEIRA DA SILVA, G S. Aids: da estigmatização ao acolhimento da vida . In: ALVES, R et al. Os Contextos da Política para as DST, AIDS e hepatites virais, EDUFRN, 2011.
NOGUEIRA DA SILVA, G. S. A. Humanização do Cuidado diante da Morte: quando a prática queima os dedos. In: PESSINI, L; BERTACHINI, L; BARCHIFONTAINE, C. P. (Org). Bioética, cuidado e humanização: sobre o cuidado respeitoso. São Paulo: Centro Universitário São Camilo, Edições Loyola, IBCC Centro de Estudos, 2014a, p. 405-427.
OLIVEIRA, Maria Amélia de Campos; PEREIRA, Iara Cristina. Atributos essenciais da Atenção Primária e a Estratégia Saúde da Família. Rev. bras. enferm., Brasília , v. 66, n. spe, p. 158-164, 2013. disponivel em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672013000700020.
PINHEIRO, R.; MATTOS, R. A. (organizadores). Os sentidos da Integralidade na atenção e no cuidado à saúde. Rio de Janeiro: UERJ, IMS: ABRASCO, 2006.
PINHEIRO, Roseni. Demanda por cuidado como direito humano à saúde: um ensaio teórico-prático sobre o cuidado como valor dos valores. In: PINHEIRO, Roseni: JR.SILVA, Aluísio Gomes (org.) Por uma sociedade cuidadora. Rio de Janeiro: CEPESC:IMS?UERJ: ABRASCO, 2010.
34
Atenção e Gestão do Cuidado Caderno do Facilitador
SÃO PAULO (SP). Secretaria da saúde. Atenção à gestante e à puérpera no SUS ? SP: manual de orientação da implantação da linha de cuidado da gestante e da puérpera. São Paulo: SEA/SP, 2010.
STOKES, J; PANAGIOTI, M; ALAM, R, CHECKLAND, K, CHERAGHI-SOHI,S, BOWER P. Effectiveness of case management for 'At Risk' patients in primary care: a systematic
review and meta-analysis. PLoS ONE 10(7): e0132340. doi:10.1371/journal.pone.0132340. Disponível em: http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0132340
VERGES, L.. Ensemble de programmes permettant l?analyse des évocations. Aix en Provence: Mannuel d?utilylsateur; 1999.
WINPENNY, E.M; MIANI, E; PITCHFORTH, E; KING, S; ROLAND, M. Improving the effectiveness and efficiency of outpatient services: a scoping review of interventions at the primary?secondary care interface. Journal of Health Services Research &
Policy 2017, vol. 22(1) 53?64. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5482389/
Cronograma de Aulas

Início

Fim

Descrição
13/09/2018
13/09/2018
Cuidado integral e modos de ser do humano / A APS nas redes de atencao a saude
13/09/2018
13/09/2018
Cuidado integral e modos de ser do humano / A APS nas redes de atencao a saude (PARTE II)
14/09/2018
14/09/2018
Dimensoes da Gestao do Cuidado / Redes de Atencao e Linha de Cuidado (PARTE II)
14/09/2018
14/09/2018
Dimensoes da Gestao do Cuidado / Redes de Atencao e Linha de Cuidado
15/09/2018
26/09/2018
Atividade de dispersao
27/09/2018
27/09/2018
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE II)
27/09/2018
27/09/2018
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE I)
28/09/2018
28/09/2018
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE IV)
28/09/2018
28/09/2018
Apresentacao das Praticas na comunidade (PARTE III)
Avaliações
Data Descrição
14/09/2018 1ª Avaliação
27/09/2018 2ª Avaliação
30/11/2018 3ª Avaliação
: Referência consta na biblioteca
Referências Básicas
Tipo de material Descrição
Referências Complementares
Tipo de material Descrição
Notícias da Turma

Nenhum item foi encontrado

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb05.ufpi.br.instancia1 vSIGAA_3.12.1071 24/04/2024 10:32