-

PROFSAUDE006 - ATENÇÃO E GESTÃO DO CUIDADO - Turma: 01 (2019.2)

Tópicos Aulas
Encontro Presencial 1 (15/08/2019 - 22/08/2019)
Relacionar a integralidade no saber e na prática clínica. Identificar a melhor abordagem para cada caso a ser acompanhado. Revisar conjuntamente conceitos sobre o cuidado centrado na pessoa, a clínica ampliada e outras abordagens da gestão do cuidado. Conhecer os princípios de aplicação da roda de conversa.
Semana 2 EaD 1 (22/08/2019 - 29/08/2019)
Saúde Baseada em Evidências. Estratégia PICO. Evidência Clínica.
Semana 3 EaD 2 (29/08/2019 - 05/09/2019)
Princípios da Abordagem Centrada na Pessoa
Semana 4 EaD 3 (05/09/2019 - 12/09/2019)
Abordagem Familiar. Ciclo vital da família. Familiograma. Trabalho em equipe. Habilidades de comunicação.
Semana 5 EaD 4 (12/09/2019 - 19/09/2019)
Elementos tecnicoassistenciais
Semana 6 EaD 5 (19/09/2019 - 26/09/2019)
Diagnóstico situacional. Planejamento das intervenções nos indivíduos e famílias.
Semana 7 EaD 6 (26/09/2019 - 03/10/2019)
Projeto Terapêutico Singular (PTS)
Semana 8 EaD 7 (03/10/2019 - 10/10/2019)
Estratégias do Núcleo de Apoio à Saúde da Família.
Presencial 2 Semana 9 (10/10/2019 - 17/10/2019)
Planilhas de Intervenção Familiar
Semana 10 EaD 8 (17/10/2019 - 24/10/2019)
Prevenção Quaternária
Semana 11 EaD 9 (24/10/2019 - 31/10/2019)
O papel da Saúde Mental na APS. Narrativas do Itinerário Terapêutico.
Semana 12 EaD 10 (31/10/2019 - 07/11/2019)
O papel da Saúde Mental na APS. Itinerário Terapêutico.
Semana 13 EaD 11 (07/11/2019 - 14/11/2019)
Entrevista Clínica Centrada na Pessoa. Projeto Terapêutico Singular. O papel do matriciamento
Semana 14 EaD 12 (14/11/2019 - 21/11/2019)
Agravos físicos e mentais. Determinantes sociais e especificidades do adoecer. Ações curativas e de promoção à saúde. Qualificação da atenção prestada na APS.
Semana 15 EaD 13 (21/11/2019 - 28/11/2019)
Trabalho Humaninzado da APS. Cuidados Paleativos. Princípios da Gestão da Clínica na atenção domiciliar
Presencial 3 Semana 16 (28/11/2019 - 28/11/2019)
Ferramentas do manejo de pacientes na APS. Conceitos e ferramentas na gestão da clínica na APS.
Frequências da Turma
# Matrícula AGO SET OUT NOV Total
15 22 29 05 12 19 26 03 10 17 24 31 07 14 21 28
1 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
3 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
4 2019100**** 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Notas da Turma
# Matrícula Unid. 1 Unid. 2 Unid. 3 Unid. 4 Prova Final Resultado Faltas Situação
1 2019100**** 9,1 9,1 9,1 9,1 9.1 0 AM
2 2019100**** 8,4 8,4 8,4 8,4 8.4 0 AM
3 2019100**** 9,5 9,5 9,5 9,5 9.5 0 AM
4 2019100**** 9,2 9,2 9,2 9,2 9.2 0 AM

Nenhum item foi encontrado

Plano de Curso

Nesta página é possível visualizar o plano de curso definido pelo docente para esta turma.

Dados da Disciplina
Ementa: Conhecimento dos determinantes sociais de saúde no território e no brasil. O processo saúde-doença-cuidado e os modelos tecnoassistenciais em saúde. Bases da Vigilância em Saúde e sua integração com a APS. O processo de trabalho na dimensão do cuidado em saúde.. Evidências clínicas e Linhas de Cuidado e sua utilização na Saúde da Família. Ferramentas de acesso: acolhimento, Out-of-hours, agenda livre. Rastreamento, abordagem e tratamento. Classificação de risco e estratificação de risco. Registros Médicos Orientados ao problema: folha de rosto, SOAP e uso do ICPC-2. Instrumentos para Gestão da Clínica. Relação Médico paciente e o Método clínico centrado na pessoa. Projetos Terapêuticos Singulares e Saúde da Família. Resolubilidade da atenção básica e itinerários terapêuticos. Tecnologiais e cuidados básicos de saúde. O Trabalho em Equipe Multiprofissional. Atenção domiciliar. O papel do Agente Comunitário de Saúde na equipe. A Visita Domiciliar. Cogestão de coletivos e Apoio Matricial. Atenção aos ciclos de vida, agravos e grupos vulneráveis e prioritários no contexto local. Equipe Consultório na rua na APS. Medicalização e Prevenção Quaternária.
Objetivos:
Metodologia de Ensino e Avaliação
Metodologia:
Procedimentos de Avaliação da Aprendizagem:
Horário de atendimento:
Bibliografia: ANDERSON, Maria Inez Padula et al. Abordagem centrada na pessoa. https://ares. unasus. gov. br/acervo/handle/ARES/2152, 2015.
ANGELO, Margareth. O contexto familiar. Duarte YAO, Diogo MJD. Atendimento domiciliar: um enfoque gerontológico. São Paulo: Atheneu, p. 27-31, 2000.
AYRES J RC M. Cuidado: tecnologia ou sabedoria prática?. Interface - Comunic, Saúde, Educ 6. fevereiro, 2000, p 119.
AYRES, José Ricardo de. Cuidado: tecnologia ou sabedoria prática. Interface-comunicação, saúde, educação, v. 4, p. 117-120, 2000.
BRASIL. Diretrizes do NASF: núcleo de apoio à saúde da família. Cadernos de Atenção Básica, n. 27, 2010.
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Caderno de Atenção Domiciliar. V.2 Brasília. DF, 2012 (Cap.6).
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes do NASF: Núcleo de Apoio a Saúde da Família / Ministério da
Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2010.
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Clínica ampliada, Equipe de referência e projeto
terapêutico singular. 2.ª edição. Série B. Textos Básicos de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2007.
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Clínica ampliada, Equipe de referência e
projeto terapêutico singular. 2.ª edição. Série B. Textos Básicos de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2007.
BRASIL. Saúde mental e atenção básica: o vínculo e o diálogo necessários. Boletim nº 01/03 da Coordenação de Saúde Mental e Coordenação de Gestão da
Atenção Básica, 2003.
CABRAL, Ana Lucia Lobo Vianna et al. Itinerários terapêuticos: o estado da arte da produção científica no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, p. 4433-
4442, 2011.
CHIAVERINI DH (Org) [et al.]. Guia prático de matriciamento em saúde mental /. [Brasília, DF]: Ministério da Saúde: Centro de Estudo e Pesquisa em Saúde Coletiva, 2011.
236 p.; 13x18 cm.
COELHO, Maria Thereza Ávila Dantas; ALMEIDA FILHO, Naomar de. Normal-patológico, saúde-doença: revisitando Canguilhem. Physis: Revista de Saúde
Coletiva, v. 9, p. 13-36, 1999.
GASK, Linda; USHERWOOD, Tim. ABC of psychological medicine: the consultation. BMJ: British Medical Journal, v. 324, n. 7353, p. 1567, 2002.
GERHARDT, Tatiana Engel. Itinerários terapêuticos em situações de pobreza: diversidade e pluralidade. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, p. 2449-2463, 2006.
GREENHALGH, Trisha. Narrative based medicine in an evidence based world. Bmj, v. 318, n. 7179, p. 323-325, 1999.
HEATH, Iona. The art of doing nothing. The European journal of general practice, v. 18, n. 4, p. 242-246, 2012.
HIGGINS, J.; GREEN, Sally; Cochrane handbook for systematic reviews of interventions. 2008.
IVBIJARO, Gabriel O. et al. Collaborative care: models for treatment of patients with complex medical-psychiatric conditions. Current psychiatry reports, v. 16, n. 11, p. 506,
2014.
JAMOULLE, Marc; GOMES, Luis. Prevenção Quaternária e limites em medicina. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 9, n. 31, 2014.
KIDD, Michael; HEATH, Iona; HOWE, Amanda (Ed.). Family Medicine: The Classic Papers. CRC Press, 2016.
MARTINEZ, H.A. Os itinerários terapêuticos e a relação médico-paciente. Universidad Rovira i Virgili. Belo Horizonte, 2006.
MCWHINNEY, I. R. Problem-solving & decision-making in family practice. Canadian Family Physician, v. 25, p. 1473, 1979.
MICHAELSEN, Larry K.; SWEET, Michael. The essential elements of team‐based learning. New directions for teaching and learning, v. 2008, n. 116, p. 7-27, 2008.
MORAL, Roger Ruiz et al. Effectiveness of motivational interviewing to improve therapeutic adherence in patients over 65 years old with chronic diseases: a cluster randomized
clinical trial in primary care. Patient education and counseling, v. 98, n. 8, p. 977-983, 2015.
OLIVEIRA, Eleuza et al. Ferramenta de avaliaçäo para situaçöes indefinidas e manobras preventivas em saúde da família: ciclo de vida das famílias. Rev. Méd. Paraná, v. 57,
n. 1/2, p. 22-7, 1999.
PADILHA, Cristina dos Santos; OLIVEIRA, Walter Ferreira de. Terapia comunitária: prática relatada pelos profissionais da rede SUS de Santa Catarina, Brasil.
Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 16, n. 43, p. 1069-1086, 2012.
PIRES, Marília Freitas de Campos. Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade no ensino. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 2, p. 173-182,
1998.
RIBEIRO, Edilza Maria. As várias abordagens da família no cenário do programa/estratégia de saúde da família (PSF). Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 12, n.
4, p. 658-664, 2004.
RICHARDSON, W. Scott et al. Users' guides to the medical literature: XV. How to use an article about disease probability for differential diagnosis. Jama, v. 281, n. 13, p.
1214-1219, 1999.
SAMPAIO, Juliana et al. Limites e potencialidades das rodas de conversa no cuidado em saúde: uma experiência com jovens no sertão pernambucano. InterfaceComunicação, Saúde, Educação, v. 18, p. 1299-1311, 2014.
SANTOS, Cristina Mamédio da Costa. et al. A Estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Rev Latino-am Enfermagem 2007 maiojunho; 15(3)
SILVA EP; MELO FABP; SOUSA MM; GOUVEIA RA; TENÓRIO AA; CABRAL AFF; PACHECO MCS; ANDRADE AFR; PEREIRA TM. Projeto Terapêutico Singular como
Estratégia de Prática da Multiprofissionalidade nas Ações de Saúde. R brasci Saúde 17(2):197-202, 2013.
SILVA, E. P. et al. Projeto terapêutico singular como estratégia de prática da multiprofissionalidade nas ações de saúde. Rev Bras Cienc Saude, v. 17, n. 2, p.
197-202, 2013.
STEWART, M. et al. Medicina centrada na pessoa: transformando o método clínico. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. 376 p.
WHO. Mental health action plan 2013–2020. 2013.
Cronograma de Aulas

Início

Fim

Descrição
15/08/2019
22/08/2019
Encontro Presencial 1
22/08/2019
29/08/2019
Semana 2 EaD 1
29/08/2019
05/09/2019
Semana 3 EaD 2
05/09/2019
12/09/2019
Semana 4 EaD 3
12/09/2019
19/09/2019
Semana 5 EaD 4
19/09/2019
26/09/2019
Semana 6 EaD 5
26/09/2019
03/10/2019
Semana 7 EaD 6
03/10/2019
10/10/2019
Semana 8 EaD 7
10/10/2019
17/10/2019
Presencial 2 Semana 9
17/10/2019
24/10/2019
Semana 10 EaD 8
24/10/2019
31/10/2019
Semana 11 EaD 9
31/10/2019
07/11/2019
Semana 12 EaD 10
07/11/2019
14/11/2019
Semana 13 EaD 11
14/11/2019
21/11/2019
Semana 14 EaD 12
21/11/2019
28/11/2019
Semana 15 EaD 13
28/11/2019
28/11/2019
Presencial 3 Semana 16
Avaliações
Data Descrição
: Referência consta na biblioteca
Referências Básicas
Tipo de material Descrição
Referências Complementares
Tipo de material Descrição
Notícias da Turma

Nenhum item foi encontrado

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | sigjb06.ufpi.br.instancia1 vSIGAA_3.12.1071 24/04/2024 09:30