News

Banca de DEFESA: JÉSSICA CRISTINA OLIVEIRA FROTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JÉSSICA CRISTINA OLIVEIRA FROTA
DATA: 20/02/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 338 do CCHL
TÍTULO: POTENCIAL DE EXPANSÃO URBANA NA PLANÍCIE COSTEIRA DO ESTADO DO PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: SIG; Modelagem; Risco; Potencial; dunas móveis
PÁGINAS: 148
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
RESUMO:

O estado do Piauí apresenta uma linha de costa de apenas 66 km, esta considerada em termos de extensão relativamente pequena, no entanto, a região costeira piauiense destaca-se como um ambiente que apresenta uma grande diversidade natural de ecossistemas, que diferenciam-se uns dos outros por apresentar características únicas e individuais. A paisagem natural piauiense, assim como diversas outras, durante décadas vem sofrendo transformações através da ocupação desordenada e da intensa atividade humana que afetam diretamente a paisagem natural. Estas modificações na estrutura física natural do ambiente vêm causando efeitos irreversíveis à dinâmica da paisagem, o que demanda a elaboração de planos de manejo e uso, a fim de que se busque a exploração dos recursos de forma sustentável. Diante desse cenário, o objetivo geral desta pesquisa é avaliar a vocação natural das terras da planície costeira do estado do Piauí para urbanização, como subsídio para elaboração de políticas públicas que visem o planejamento e ordenamento da ocupação humana. Para tanto, buscou-se em um primeiro momento avaliar a dinâmica das dunas na planície costeira do estado do Piauí, destacando o avanço das mesmas sobre as residências. Em um segundo momento mapeou-se as áreas de risco de inundação da planície costeira do estado do Piauí, onde foi adotado um algoritmo classificador, baseado em um método multicritério ordinal aditivo também definido como média ponderada. Para a obtenção do mesmo foi considerado as relações e integração de fatores do meio físico como: declividade, altimetria, geologia, geomorfologia e fatores do meio antrópico como o uso e cobertura da terra. Em um terceiro momento foi mapeado as áreas de risco de erosão da planície costeira do estado do Piauí, utilizando-se também de um método de multicritério, onde foram utilizadas as relações e integrações entre as variáveis (Declividade, Geomorfologia e Geologia). Por fim, através do cruzamento entre os mapas de risco de inundação, risco de erosão, avanço das dunas e de análises da geologia e geomorfologia da área, foi realizado um mapeamento acerca do potencial das áreas da planície costeira do Piauí para a urbanização, frente às diversas pressões antrópicas sofridas. O procedimento metodológico para geração dos mapas envolveu o uso de métodos de fotointerpretação, visitas ao campo e análise espacial, sendo os mapas manipulados algebricamente nos softwares ArcGis e QGis em uma escala de 1.100.000. Como resultado para o avanço das dunas, nos intervalos observados (1994-2015) constatou-se que as mesmas sofrem um avanço aproximado de 18m ao ano no sentido litoral-continente, e que no período estudado houve um aumento das áreas de dunas de 35%. No mapeamento do risco de inundação foram obtidas seis classes, assim identificadas: risco muito baixo; baixo; moderado; alto; muito alto e altíssimo. No mapeamento do risco de erosão também foram identificadas seis classes: muito baixo; baixo; moderado; muito alto; alto e fora de análise.  Na geração do mapa de potencial de expansão urbana da planície costeira do estado do Piauí, foram identificadas e classificadas cinco classes, sendo elas: potencial de expansão bom; regular; marginal; não recomendado e especial. Assim, a partir da análise do mapa gerado, constatou-se que a planície costeira do estado do Piauí, apresenta grande parte de suas terras com vocação para expansão urbana, principalmente nas áreas de tabuleiros costeiros.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Presidente - 1300002 - GUSTAVO SOUZA VALLADARES
Externo ao Programa - 741.078.603-53 - JORGE EDUARDO DE ABREU PAULA - UESPI
Externo à Instituição - LEONARDO JOSE CORDEIRO SANTOS - UFPR
Notícia cadastrada em: 10/01/2017 15:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 18:49