News

Banca de DEFESA: LUIS FABIANO DE AGUIAR SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIS FABIANO DE AGUIAR SILVA
DATA: 21/02/2017
HORA: 15:00
LOCAL: CCHL/Sala de Vídeo II
TÍTULO: A REPRESENTAÇÃO SOCIAL DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS POR PROFESSORES DE GEOGRAFIA DA EDUCAÇÃO BÁSICA
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de Geografia. Representação Social. Educação de Jovens e Adultos. Maranhão.
PÁGINAS: 194
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

O objeto de estudo compreende a representação social de Educação de Jovens e Adultos por professores e professoras de Geografia que lecionam nas etapas finais do ensino fundamental e no ensino médio da rede pública estadual de ensino em São Luís - MA. Sistematizamos esta investigação tendo como objetivo geral analisar a representação social de Educação de Jovens e Adultos articulada por professores e professoras de Geografia do ensino fundamental e médio da Educação de Jovens e Adultos e como objetivos específicos: identificar o conteúdo e a estrutura da representação social de Educação de Jovens e Adultos construída por professores e professoras de Geografia; discutir as proposições curriculares de Geografia para Educação de Jovens e Adultos a partir da Ação Educativa, do governo federal, proposta estado do Maranhão; e conhecer a trajetória educacional e profissional dos professores e professoras de Geografia da Educação de Jovens e Adultos das escolas pesquisadas. Quanto ao curso teórico utilizamos a teoria das representações sociais de Serge Moscovici e a Teoria do Núcleo Central de Jean-Claude Abric. Optamos pela junção de duas abordagens metodológicas com base em Silva (2003), que possuem caráter complementar e integrador. A pesquisa qualitativa para coletar e analisar os dados que não seriam essencialmente quantificáveis e a pesquisa quantitativa, utilizada para trabalhar os dados possíveis de quantificação. As fronteiras teórico-conceituais foram organizadas em três eixos que compreendem reflexões acerca Educação de Jovens e Adultos: Freire (1967, 2003, 2006), Soares (2002, 2008), Resende (1986), Santos (2008, 2008a), Moura (2003), discussões teóricas sobre currículo, formação e ensino de Geografia, fundamentadas em Apple (1982), Evangelista (2009), Straforini (2014) Silva (2003), Nóvoa (1999), Tardif (2012) e Zabala (1998) e reflexões sobre a Teoria das Representações Sociais: Moscovici (1978, 2009; 2013), Jodelet (2001), Abric (2000, 2001), Alves-Mazzoti (1994, 2005); a Teoria do Núcleo central: Sá (1998, 1996), Abric (2001), Pimentel Neto (2013), Silva (2003, 2007), entre outros. Foi utilizado o Teste de Associação Livre de Palavras (TALP) e um questionário socioeconômico e cultural, aplicados aos professores e professoras. No tratamento dos dados foi utilizado o software EVOC com auxílio do Excel e bem como a análise categorial de Bardin (2010). Os resultados revelam que a representação social de educação de jovens e adultos é voltada para uma educação compensatória, ressaltando-a como oportunidade concreta de “conclusão” dos estudos e posterior acesso ou permanência no mundo do trabalho, em vez de ser reconhecida como direito educativo dos sujeitos jovens e adultos. Diante das carências materiais e estruturais e formação inicial e continuada concluímos que na representação social de Educação de Jovens e Adultos prevalecem elementos do senso comum, nas relações com os sujeitos e com os elementos inscritos nas práticas cotidianas das experiências no trabalho.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Interno - 1087152 - JOSELIA SARAIVA E SILVA
Externo ao Programa - 1859186 - FAUSTON NEGREIROS
Externo ao Programa - 2175907 - MARIA DA GLORIA CARVALHO MOURA
Notícia cadastrada em: 25/01/2017 09:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 06/10/2022 01:03