News

Banca de DEFESA: TARCYS KLÉBIO DA SILVA MESQUITA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TARCYS KLÉBIO DA SILVA MESQUITA
DATA: 09/08/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Vídeo 1 / 2 Centro de Ciências Humanas e Letras
TÍTULO: DINÂMICA HIDROAMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PORTINHO E SEUS REFLEXOS NA LAGOA DO PORTINHO.
PALAVRAS-CHAVES: Planejamento Socioambiental; Gestão de Recursos Hídricos; Efeitos antrópicos; Uso sustentável da terra e da água.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
ESPECIALIDADE: Análise Regional
RESUMO:

A Bacia hidrográfica do rio Portinho corresponde a uma bacia litorânea que tem sua drenagem responsável pela alimentação de água da lagoa do Portinho. Esta, então, é um corpo d’água de origem fluvial, formado a partir do barramento natural das águas do rio Portinho pelas dunas que se movem da planície litorânea para o interior do Piauí, no sentido nordeste-sudoeste. Historicamente, essa lagoa tem representado um grande atrativo a visitações e práticas de lazer, principalmente pela sua beleza cênica. No entanto, as reduções dos índices pluviométricos nos últimos anos associada à intensificação do uso das terras e da água nesta bacia hidrográfica, resultaram numa grande diminuição da vazão desse rio culminando praticamente, na extinção dessa lagoa entre os anos de 2010 a 2016. Essa extrema redução da água passou a ser objeto de discussões por parte da população local, da mídia e das instituições públicas, ficando evidente a necessidade de um planejamento socioambiental dessa bacia, que envolva essencialmente a educação ambiental como forma de contribuir para a conscientização da população local sobre o uso sustentável da água e da terra não somente do seu entorno, mas de toda a bacia hidrográfica. Diante da relevância dos fatores envolvidos, este estudo teve como objetivo analisar a dinâmica hidroambiental da bacia hidrográfica do rio Portinho a partir do comportamento das variáveis relativas ao ambiente natural e das ações humanas desenvolvidas nessa bacia que se refletem na lagoa do Portinho, buscando apresentar elementos para o planejamento e gestão ambiental em âmbito local. Os estudos foram realizados a partir de levantamentos bibliográficos, cartográficos, documentais e pesquisas de campo, utilizando técnicas de geoprocessamento para mapeamento da área. A análise dos dados disponíveis, de fotografias e de mapas gerados nesta pesquisa permitiram a identificação de características do ambiente e do uso da água e da terra na bacia hidrográfica do rio Portinho. Concluiu-se que as condições climáticas recentes constituem o fator primordial da deficiência hídrica atual, embora o uso da terra e da água tenha contribuído para agravar o desequilíbrio hidroambiental que atualmente se encontra a bacia hidrográfica e que se reflete na completa secagem da Lagoa do Portinho.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 302.181.523-53 - FRANCISCO SOARES SANTOS FILHO - UESPI
Interno - 1301254 - EDVANIA GOMES DE ASSIS SILVA
Interno - 6422093 - IRACILDE MARIA DE MOURA FE LIMA
Externo à Instituição - MARIA LUZINEIDE GOMES - UESPI
Notícia cadastrada em: 14/07/2017 13:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 04:13