News

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIA FRANCISCA LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIA FRANCISCA LIMA
DATA: 23/05/2018
HORA: 09:00
LOCAL: 316
TÍTULO: Os Agricultores Familiares no Assentamento Cansanção no Município de Cocal, Piauí: um estudo de caso do Desenvolvimento Rural e Qualidade de Vida
PALAVRAS-CHAVES: Produção Familiar. Assentamento Agrário. PRONAF. Desenvolvimento Rural.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
ESPECIALIDADE: Geografia Agrária
RESUMO:

Atualmente no Brasil, a agricultura familiar desempenha papel significativo no abastecimento do mercado interno, bem como, da geração de emprego e renda, visto que representam 85% dos estabelecimentos agropecuários do país, sendo a agricultura familiar a principal responsável pela produção de alimentos que chega às mesas das famílias brasileiras, respondendo por cerca de 70% dos produtos consumidos em todo no Brasil. O pequeno agricultor ocupa posição decisiva na cadeia produtiva que abastece o mercado brasileiro, principalmente na produção grupos de alimentos principais, como: mandioca, feijão, carne suína, carne de aves e milho. Assim, O agricultor familiar ainda possui uma relação particular com a terra, seu local de trabalho e moradia. Nesse contexto os assentamentos rurais emergem como formas da produção familiar voltadas para o autoconsumo e abastecimento das comunidades vizinhas mediante os excedentes. Bem como, representam geração de  empregos diretos e indiretos a baixo custo, estabelecendo um modelo de desenvolvimento rural com bases sociais mais igualitárias para o país. Deste modo, o problema a ser investigado pela pesquisa consiste em saber: Quais fatores têm contribuído para o desenvolvimento e para a qualidade de vida dos agricultores familiares no assentamento Cansanção do município de Cocal, Piauí? Para tanto o objetivo geral da pesquisa consiste em analisar os fatores socioeconômicos da agricultora familiar no Assentamento Cansanção do Município de Cocal, Piauí, no desenvolvimento rural e qualidade de vida. Nesse sentido, como objetivos específicos almeja-se investigar a agricultura familiar no Assentamento rural Cansanção; caracterizar o perfil socioeconômico dos agricultores familiares e discutir a importância da agricultura familiar em âmbito municipal, estadual, em correlação as políticas nacionais. Para efetivação da pesquisa os procedimentos metodológicos adotados envolvem o levantamento bibliográfico e a coleta de informações, por meio da pesquisa de campo, utilizando entrevista e questionários, e registro fotográfico com assentados do referido local. Como resultados preliminares verificou-se que, no que tange ao perfil dos assentados: 72,2% são do sexo masculino, 38,8% vivem em união estável, seguido de 27,7% casados; quanto à idade e procedência: 66,6% tem entre 30 e 60 anos e 83% são natural do município de Cocal; os dados referente ao grupo familiar evidenciaram que 40,3% tem idade entre 30 e 60 anos seguidos de 19,3% com 18 anos e 17,5% com 60 anos ou mais. Assim, a pesquisa encontra-se em andamento com vistas a acrescentar informações à agricultura familiar no contexto dos assentamentos rurais como subsídio para o desenvolvimento rural.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Externo à Instituição - ANTONIO JOAQUIM DA SILVA - IFPI
Externo à Instituição - BRUNA DE FREITAS IWATA - IFPI
Presidente - 1301254 - EDVANIA GOMES DE ASSIS SILVA
Notícia cadastrada em: 03/05/2018 16:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 02/10/2022 21:59