News

Banca de QUALIFICAÇÃO: BRENDA RAFAELE VIANA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRENDA RAFAELE VIANA DA SILVA
DATA: 17/05/2018
HORA: 14:30
LOCAL: UFPI - CCHL - Sala de Video 2
TÍTULO: GEOCONSERVAÇÃO EM AMBIENTES COSTEIROS: AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO GEOLÓGICO-GEOMORFOLÓGICO DA ZONA LITORÂNEA PIAUIENSE
PALAVRAS-CHAVES: Patrimônio Geológico-Geomorfológico. Geoconservação. Geodiversidade. Zona Litorânea do Piauí.
PÁGINAS: 149
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
ESPECIALIDADE: Análise Regional
RESUMO:

No contexto das zonas costeiras do Brasil se verifica, de modo geral,  que são incipientes as propostas de metodologias para o desenvolvimento das estratégias de geoconservação, o que implica em uma necessidade de aprofundamento e adequação neste sentido. Assim, o dinamismo das regiões costeiras resultam das complexas interações de processos deposicionais e erosivos relacionados com a ação das ondas, correntes de maré e correntes litorâneas, além de influências antrópicas, implicando em mudanças da paisagem natural. Em relação à zona litorânea do Piauí, registram-se poucos estudos sobre esta temática, entendendo-se ser relevante investigar o levantamento, conservação e divulgação dos geossítios e das estratégias de geoconservação que podem ser propostas para essa área, haja vista sua importância para o desenvolvimento turístico e socioambiental do estado e, principalmente, para a população local. A geodiversidade do litoral piauiense deve ser elemento fundamental para subsidiar trabalhos e estudos que tenham por finalidade a análise e interpretação de elementos físicos – naturais, bem como para sua conservação e valorização. Os atrativos geológicos e geomorfológicos da área em destaque são diversos, como planícies lacustres, planícies fluviais, planícies flúvio-marinhas, afloramentos rochosos, recifes de arenitos e de arenito de praia (beachrocks), eolianitos, campos de dunas, delta e entre outros, que podem, assim, vir a se constituir em diferentes geossítios. Dessa forma, o presente estudo deverá contribuir para o desenvolvimento da temática da geoconservação na zona litorânea piauiense, uma vez que poderá ampliar as perspectivas de conservação dos recursos dessa área, especialmente os que constituem sua geodiversidade, geossítios, bem como bases teóricas e metodológicas para implementação de estratégias geoconservacionistas em ambientes costeiros. Neste sentido, o objetivo geral da pesquisa consiste em realizar o levantamento do patrimônio geológico-geomorfológico da zona litorânea piauiense, visando a aplicabilidade de estratégias para fins de geoconservação. Como objetivos específicos encontram-se: - Discutir os aspectos teóricos e metodológicos relacionados à geodiversidade, geoconservação e temáticas afins;  - Inventariar os geossítios selecionados da zona litorânea piauiense identificando os valores de sua geodiversidade; - Avaliar quantitativamente os geossítios da zona litorânea do estado do Piauí para fins de iniciativas de geoconservação; - E apresentar sugestões de estratégias de valorização e divulgação dos geossítios da área em estudo.  A metodologia adotada foi dividida em cinco etapas, estando organizadas da seguinte maneira: I – revisão de literatura e análise teórico-conceitual acerca das temáticas a serem abordadas; II –  realização da pesquisa de campo e organização inicial do material cartográfico, objetivando a realização da inventariação dos geossítios da zona litorânea piauiense; III - identificação dos valores da geodiversidade dos geossítios inventariados; IV – quantificação dos geossítios de acordo com seus valores científico e turístico, e V – sugestões de estratégias de valorização e divulgação dos geossítios da área de estudo. Destaca-se que do número total de potenciais geossítios (quinze) já identificados em outros estudos, foram selecionados sete localizados na faixa praial, para realizar a inventariação: no município de Parnaíba, o geossítio Pedra do Sal; no município de Luís Correia, os geossítios Praia de Itaqui e Praia de Macapá/ Estuário Cardoso-Camurupim; e no município de Cajueiro da Praia, os geossítios, Lagoa de Santana, Recifes de Arenito de praia de Barrinha, Recifes de arenito de Morro Branco e Recifes de Arenito de Cajueiro da Praia. A pesquisa ainda em desenvolvimento tem se sustentado positivamente, atendendo seus objetivos iniciais esperando-se, assim, que sejam concretizadas todas as etapas programadas até a finalização da presente dissertação de mestrado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6422093 - IRACILDE MARIA DE MOURA FE LIMA
Interno - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Externo à Instituição - ELISABETH MARY DE CARVALHO BAPTISTA - UESPI
Externo à Instituição - LIÉGE DE SOUZA MOURA - UESPI
Notícia cadastrada em: 02/05/2018 10:42
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 08:23