News

Banca de DEFESA: ORLEANDO LEITE DE CARVALHO DIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ORLEANDO LEITE DE CARVALHO DIAS
DATA: 27/02/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Sala 338
TÍTULO: Rede urbana Piauiense e a Espacialização dos Shoppings Centers
PALAVRAS-CHAVES: Rede Urbana. REGIC. Shopping Center. Piauí.
PÁGINAS: 122
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
ESPECIALIDADE: Geografia Urbana
RESUMO:

O estudo da rede urbana é uma forma de compreender os espaços urbanos que possuem destaque, mesmo em diferentes escalas de análise. Serve como parâmetro para analisar centros urbanos de maior dinamismo socioeconômico e, consequentemente, influência sobre os que estão na sua área de abrangência. Nesse sentido, observa-se que a instalação dos shopping centers nas cidades ocorre de forma peculiar, seguindo padrões diferentes a depender da dinamicidade de cada Estado.  Ao longo dos anos os shopping centers vêm se espacializando no território brasileiro em novos espaços urbanos, provocando a chamada interiorização. A importância de se estudar os shopping centers numa perspectiva geográfica se amplia pelas modificações causadas no espaço urbano-regional e da própria cidade a partir da sua implantação. Nesse contexto, o objetivo geral desta pesquisa consiste em analisar a evolução e densificação da rede urbana e as lógicas de espacialização dos shopping centers no território piauiense. Como objetivos específicos, destacam-se: (i) discutir sobre a rede urbana piauiense, à luz da dinâmica das cidades com suas funções e consequentemente suas centralidades; (ii) analisar a espacialização dos shopping centers na rede urbana piauiense e suas repercussões na constituição de novas áreas centrais e (iii) caracterizar os shopping centers existentes no Estado do Piauí, considerando a evolução e os critérios para a localização dos mesmos. Como questão-problema que norteia esta pesquisa, tem-se: quais as lógicas que podem ser tecidas entre a evolução e a densificação da rede urbana piauiense e a espacialização dos shopping centers no território estadual? Como hipótese geral, tem-se que os efeitos provocados pelos shopping centers no Piauí possuem reciprocidade, ou seja, tais empreendimentos se espacializam em espaços que possibilitam maiores rentabilidades e o contrário também é válido, uma vez que ocorre não apenas reconfiguração por parte dos shopping como a densificação da rede urbana, através dos quais promove dinâmicas em suas lógicas de localização. A metodologia compreendeu pesquisa bibliográfica e documental. Entre os autores que fundamentam a discussão, destacam-se: Corrêa (1989; 2006), Sposito (2010), IBGE (1972; 1987; 2000; 2008), Pintaudi (1992), Ortigoza (1996). A fonte documental baseia-se em consultas a sites de órgãos como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Associação Brasileira de Shopping Center (ABRASCE), Fundação CEPRO, entre outros. Os resultados alcançados evidenciam que no Piauí a instalação dos shopping centers tem ocorrido nas cidades de maior nível hierárquico, segundo a classificação das Regiões de Influência das Cidades (IBGE, 1966, 1978, 1993 e 2007). Verifica-se ainda que as estratégias para sua implantação possuem diferenças quanto ao porte do empreendimento e quanto à forma de funcionamento, determinadas por critérios como localização, habitantes, infraestrutura de acesso, área de influência direta, renda familiar, entre outros que são considerados importantes no contexto da cidade e da sua hinterlândia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 2440142 - BARTIRA ARAUJO DA SILVA VIANA
Externo à Instituição - PAULO HENRIQUE DE CARVALHO BUENO - IFPI
Notícia cadastrada em: 07/02/2020 07:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 09:14