News

Banca de DEFESA: FRANCISCA VANESSA FRANCO FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA VANESSA FRANCO FERREIRA
DATA: 09/04/2021
HORA: 14:30
LOCAL: ambiente virtual-google meet
TÍTULO: A GEODIVERSIDADE E O POTENCIAL TURÍSTICO NOS MUNICÍPIOS DE ASSUNÇÃO DO PIAUÍ E SÃO MIGUEL DO TAPUIO, PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Geodiversidade. Patrimônio Geológico. Patrimônio Geomorfológico. Piauí
PÁGINAS: 127
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Regional
ESPECIALIDADE: Análise Regional
RESUMO:

No contexto atual, estudos relativos à geodiversidade e temas correlatos são de suma importância, sobretudo por integrarem os elementos bióticos e abióticos da paisagem, o que contribui para instituir uma consciência ambiental. Desse modo, estudos que auxiliam na identificação de áreas que apresentam elementos da geodiversidade de interesse geológico/geomorfológico, podem contribuir, por exemplo, para futuros projetos de ordenamento territorial. No Piauí, as pesquisas envolvendo a geodiversidade vêm sendo desenvolvidas na última década, e apesar do número crescente, ainda são insuficientes. Diante desse cenário, a pesquisa apresenta como objetivo geral analisar a geodiversidade e o patrimônio geológico/geomorfológico dos municípios de Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio, Piauí, como suporte a iniciativas de geoconservação e geoturismo. Tendo como foco os valores turístico e didático delineou-se os seguintes objetivos específicos: (i) caracterizar a geodiversidade dos municípios de Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio; (ii) Inventariar o geopatrimônio, notadamente o geológico e o geomorfológico com base na metodologia proposta por Oliveira (2015); (iii) Avaliar quantitativamente o potencial turístico com base na metodologia proposta por Pereira (2010) para os municípios; (iv) Propor um roteiro geoturístico considerando o patrimônio geológico e  geomorfológico identificado; (v) Apresentar sugestões de estratégias de valorização e divulgação do geopatrimônio dos municípios de Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio e (vi) Elaborar material didático relacionado ao tema da pesquisa para a área de estudo. A metodologia adotada foi dividida em quatro etapas, organizadas da seguinte maneira: (i) levantamento e análise do referencial teórico; (ii) estudo de diferentes metodologias utilizadas na avaliação do patrimônio geológico e geomorfológico, bem como escolha da metodologia adotada na pesquisa; (iii) trabalho de gabinete para a  elaboração do material cartográfico; (iv) trabalho de campo e aplicação das fichas de inventariação com base na metodologia de Oliveira (2015) e da ficha de quantificação baseada na metodologia proposta por Pereira (2010) e (vi) elaboração de recursos didáticos e de atividades geoeducativas. Foram identificados, avaliados qualitativamente, caracterizados e posteriormente quantificados considerando o valor turístico 15 geomorfossítios, a saber: G1 – Pedra da Ponte do Caldeirão; G2 –Pedra da Jia; G3 – Mirante Serra da Ripada; G4 – Pedra do Santo Antônio; G5 – Loca Grande do Sítio do Meio; G6 – Mirante da Serra Salva Vida; G7 –Caldeirão Lajeiro Branco; G8 –Olho d’água do Sítio Velho; G9 – Cidade de Pedras da Baixa Verde; G10 –Cachoeira do Escuro; G11 – Complexo Paredões Rochosos Palmeira de Cima; G12 –Complexo Paredões Rochosos Palmeira de Baixo; G13 – Astroblema; G14 – Complexo das Formações Rochosas Olho d’água dos Picos; G15 –cachoeira do Nilo. Todos os geomorfossítios apresentam valores turístico, contudo, a quantificação permitiu inferir que dentre os geomorfossítios inventariados na pesquisa, a Pedra da Ponte do Caldeirão obteve a maior média entre os cinco parâmetros analisados, com 1,8 pontos, em seguida têm-se os geomorfossítios Mirante Serra da Ripada, Cidade de Pedras da Baixa Verde, Cachoeira do Escuro, Complexo Formações Rochosas Olho d’água dos Picos com 1,6 pontos cada e os geomorfossítios Cachoeira do Nilo e Pedra do Santo Antônio com 1,4 pontos de média, sendo estes, portanto os geomorfossítios com maior interesse geológico/geomorfológico dos municípios da área de estudo, considerando os seus potenciais usos para fins turísticos. Considerando o potencial identificado na área de estudo recomenda-se a implantação de infraestrutura por parte do poder público com vista a exploração dos mesmos de modo sustentável, vindo a favorecer a geração de renda nos municípios de Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio, Piauí.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1461646 - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO
Interno - 1300002 - GUSTAVO SOUZA VALLADARES
Externo à Instituição - LUIZA CAMÂRA BESERRA NETA - UFRR
Externo à Instituição - VANDA CARNEIRO DE CLAUDINO SALES - UVA
Notícia cadastrada em: 05/04/2021 15:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 04/10/2022 22:59