News

Banca de QUALIFICAÇÃO: FÁTIMA MARIA LUSTOSA RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FÁTIMA MARIA LUSTOSA RODRIGUES
DATA: 30/07/2021
HORA: 09:00
LOCAL: sitio eletrônico
TÍTULO: A REPRESENTAÇÃO SOCIAL DOS PROFESSORES DE GEOGRAFIA SOBRE A INCLUSÃO ESCOLAR DE DEFICIENTES AUDITIVOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA EM BARRAS-PI
PALAVRAS-CHAVES: Representação social. Inclusão escolar. Deficiente auditivo. Ensino de Geografia. Barras. Piauí
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

O estudo sobre a teoria das representações sociais é baseado no conhecimento empírico que o ser humano tem da realidade que o cerca, sendo esse conhecimento o ponto de partida para a busca do conhecimento científico. É por essa busca presente na cientificidade dos fatos do cotidiano, que este estudo empírico tem o intuito de analisar a  representação social dos professores de geografia sobre a inclusão escolar de deficientes auditivos na educação básica em Barras  - PI, no período de 2017 a 2021.Haja visto, que a inclusão de pessoas com deficiência é um tema bastante recorrente no contexto atual da sociedade. Nesse sentido,esta investigaçãotem como como objetivo geral analisar a representação social dos professores de geografia sobre a inclusão escolar de deficientes auditivos. Para cumprir este propósito tem-se como objetivos específicos:levantar as representações sociais dos docentes de geografia acerca da inclusão escolar,identificar as representações sociais dos professores de geografia que atuam na educação básica sobre o deficiente auditivo; verificar se os professores de geografia da educação básica consideram a inclusão escolar de alunos com deficiência auditiva viável.Diante desse contexto, buscou-se construir o referencial teórico baseado nos seguintes segmentos de análise: ensino de geografia, inclusão escolar e teoria das representações sociais (TRS).Para o primeiro segmento de análise utilizou-seCavalcanti(1998; 2008),Casseti (2002), Castrogiovanni (2017), Callai (2017), entre outros e, documentos oficiais comolei nº 13.146 de 6 de julho de 2015 (Lei Brasileira de inclusão da pessoa com deficiência). No segundo, a discussão norteou-se pelas ideias de Mantoan (2011; 2015),Stainback e Stainback (1999),Antunes (2011), entre outros.Para a TRS, baseou-se em Jodelet(2001), Moscovici (2009; 2012), Sá (1998), Paganotti (2017), entre outros.A metodologiada pesquisa será de cunho qualitativa descritiva, utilizando definições metodológicas de Gil(2002), Prodanov e Freitas (2013) e de Lakatos e Marconi(2002). Para análise dos dados empíricos será realizada entrevistas em profundidades e semiestruturadas, utilizando a análise categorial de conteúdo de Bardin (1977). Entre os resultados preliminares citamos as informações obtidas através do levantamento bibliográficoem relaçãoa caracterização do município, pois devido ao período da pandemia da covid-19, ainda não foi possível a aplicação das entrevistas.Acredita-se que o estudo contribuirá para desvelar as representações dos professores de geografia sobre a inclusão escolar de alunos com deficiência e, assim, sensibilizá-los para um redirecionamento de olhar sobre sua prática docente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Interno - 1433032 - RAIMUNDO LENILDE DE ARAUJO
Interno - 1167728 - CARLOS SAIT PEREIRA DE ANDRADE
Externo ao Programa - 2173993 - ANA VALERIA MARQUES FORTES LUSTOSA
Notícia cadastrada em: 12/07/2021 14:44
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/09/2022 05:02