News

Banca de QUALIFICAÇÃO: GUILHERME DORNELES DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GUILHERME DORNELES DE SOUZA
DATA: 29/07/2021
HORA: 15:00
LOCAL: sitio eletrônico
TÍTULO: ESTADO DA ARTE NAS PRODUÇÕES DE PERIÓDICOS SOBRE ENSINO DE GEOGRAFIA PARA ALUNOS SURDOS
PALAVRAS-CHAVES: Ensino de Geografia. Estado da Arte. Deficiência auditiva
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
SUBÁREA: Geografia Humana
RESUMO:

O Estado da Arte ou Estado do Conhecimento na linguagem acadêmica é uma pesquisa feita para entender como se apresenta determinado tema do qual se deseja estudar. O surgimento do Estado da Arte partiu dos anseios da universidade em catalogar o que já se foi produzido, difundido para a sociedade e contribuindo para os pesquisadores produzirem novos materiais de pesquisas. Esse levantamento é feito através de palavras chaves para obter informações do tema escolhido como: o que já foi produzido, como essa pesquisa foi produzida, quais os assuntos foram tratados, quem ou quais grupos se interessam por esse tema, quais os experimentos feitos, etc. É importante catalogar dizendo onde está sendo pesquisado seja  em sites, revistas entre outros. O tema serve como critério de inclusão, dependendo da quantidade obtida e a forma como essa temática está sendo tratada. O critério de exclusão ou delimitação serve para o pesquisador utilizar somente trabalhos que contribua para sua pesquisa, podendo ser o critério de tempo, uma obra a cada 5 ou 10 anos, uma revista especifica que trata do tema, assegurando ao pesquisador que sua pesquisa não deixe alguma obra relevante de fora. Neste trabalho considera-se como problema central quais as contribuições dos periódicos de Geografia (Qualis A1 até B5) com relação ao ensino dos estudantes surdos, pois o conhecimento da sociedade sobre a deficiência auditiva foi e ainda é, em alguns casos responsável pela exclusão e preconceitos a que foram submetidos as pessoas surdas, tornando cada vez mais necessários estudos sobre esse tema. Este estudo se justifica, ainda, pela ampliação dos conhecimentos sobre ensino e aprendizagem de alunos surdos na área de Geografia contribuindo para a elaboração de um banco de dados. Por objetivo geral intenciona-se analisar as contribuições e abrangências sobre o ensino de geografia para pessoas surdas nas produções de periódicos, por meio de levantamento quantitativo e de análise qualitativa, das produções dos periódicos, tendo como objetivos específicos: a) identificar quantitativamente e qualitativamente as produções disponibilizada online; b) mostrar as temáticas apresentadas e metodologias explicitadas; c) compreender a importância dos resultados apresentados nos trabalhos de ensino de geografia para pessoas surdas. Foram adotadas como procedimentos metodológicos a pesquisa bibliográfica e a análise do conteúdo. Foi observado que ainda há uma quantidade baixa de produção cientifica de artigos que abordem o ensino de Geografia para estudantes surdos demonstrando os avanços e as dificuldades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1671765 - ANDREA LOURDES MONTEIRO SCABELLO
Interno - 2440142 - BARTIRA ARAUJO DA SILVA VIANA
Interno - 2280398 - ARMSTRONG MIRANDA EVANGELISTA
Externo à Instituição - LIÉGE DE SOUZA MOURA - UESPI
Notícia cadastrada em: 12/07/2021 18:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 03/10/2022 21:37