Notícias

Banca de DEFESA: MARIA DO LIVRAMENTO DA SILVA DIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DO LIVRAMENTO DA SILVA DIAS
DATA: 08/05/2015
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de Video I
TÍTULO:

As colunas sociais nos jornais piauienses


PALAVRAS-CHAVES:

Gênero discursivo. Coluna social. Propósito comunicativo. Tema. Estilo. Estrutura composicional


PÁGINAS: 140
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

A coluna social é um gênero que possui lugar cativo nos jornais brasileiros. Marcada pela diversidade de propósitos comunicativos e por tratar de assuntos diversos, esse gênero está relacionado a diferentes ações comunicativas na sociedade. Apoiado pela teoria dialógica de Bakhtin e pelos estudos de gênero da linha sociorretórica, o objetivo desta dissertação é descobrir como funciona o gênero coluna social nos jornais piauienses, investigando quais os propósitos comunicativos desse gênero e como este influencia os elementos constitutivos do gênero: tema, estilo e estrutura composicional. Nosso corpus é composto pelas colunas Prisma, Vogue e Órbita, publicadas nos três principais jornais do estado e foi coletado ente os meses de abril a junho de 2014. Nossas análises apontaram para 5 propósitos comuns às três colunas: relatar ação particular, divulgar evento ou variedade, relatar e/ou apreciar fato social, relatar e/ou apreciar tema político e criticar serviço ou comportamento. Nossas discussões sobre a análise qualitativa nos permite afirmar que relatar ação de pessoas da alta sociedade ainda configura-se como o principal propósito comunicativo das colunas socais, entretanto o gênero apresenta propósitos inesperados para senso comum como cobrar dos órgãos públicos ações de melhorias para problemas sociais ou realizar comentários críticos sobre a situação política ou econômica do estado, o que indica que tais colunas se mostram muito mais sensíveis para temas mais amplos. A diversidade propósitos comprova que as colunas atuais tentam atender ao interesse de um público heterogêneo A análise de conteúdo mostrou que os assuntos mais comentados e seus respectivos temas nas colunas são: pessoas (meliorativo, promocional), cidades (crítico, fiscalizador), política (especulativo, declaratório, informativo, pejorativo, meliorativo), Estado (impessoal,informativo, fiscalizador), eventos (impessoal, meliorativo) e instituições privadas (meliorativo, promocional). Assuntos com temas tão diferentes são explicados pelos propósitos comunicativos que acabam determinando como cada fato deve ser tratado. Sobre o estilo, percebemos que nas notas mais informativas mantém-se uma linguagem objetiva e clara, já as notas com propósito de criticar possuem menos formalidade e utilizam uma linguagem mais descontraída, com uso de expressões regionais ou memes da internet. A estrutura composicional possui elementos como as seções fixas, que indicam o leitor o propósito das notas, e as fotografias, elementos indispensáveis nas colunas sociais, que ajudam na função de enaltecer os referentes, sendo suas legendas construídas também com esse intuito. Os resultados encontrados demonstram que as colunas não continuam dando destaque à vida de glamour das altas rodas da sociedade, contudo vem tentando provar que está atenta aos fatos sociais que ocorrem no estado e interferem na vida de todos os cidadãos. Os colunistas assumem o papel de ouvidores e denunciam problemas sociais que rompem os muros da alta sociedade, indicando servir a grupossociais distintos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167642 - FRANCISCO ALVES FILHO
Externo ao Programa - 1878214 - MARIA LOURDILENE VIEIRA BARBOSA
Interno - 239.422.233-68 - SILVANA MARIA CALIXTO DE LIMA - UESPI
Notícia cadastrada em: 22/04/2015 11:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/06/2021 17:22