Notícias

Banca de DEFESA: JOSELENE VAZ DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSELENE VAZ DA SILVA
DATA: 26/08/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Video I
TÍTULO:

IDENTIDADE E MEMÓRIAEM UMA VIDA EM SEGREDO DE AUTRAN DOURADO


PALAVRAS-CHAVES:

Literatura brasileira. Autran Dourado. Uma vida em segredo. Memória. Identidade.


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

Uma vida em segredode Autran Dourado, novela corpus desta dissertação, é constituída pela história de Biela, uma moça simples do interior que não consegue se adaptar aos costumes da cidade. Passa a viver fechada em seu mundo interior, relembrando a vida de antigamente. O autor constrói uma personagem introspectiva cujas ações são reveladas através dos pensamentos. O objetivo geral desta pesquisa é analisar a questão da memória como constituinte identitário em Uma vida em segredo. Como objetivos específicos pretende-se apresentar a produção ficcional do autor e a crítica da novela Uma vida em segredo de modo que escritor e obra sejam reconhecidos, ressaltando-se a linguagem bem elaborada do autor; identificar a canastra como um objeto que faz evocar memórias tanto para Autran Dourado como para sua personagem; mostrar como as lembranças da infância e a imagem da mãe constituem recordações significativas para a personagem; demonstrar a importância da Fazenda do Fundão para a personagem e as causa que a levam a recorrer as suas memórias já na casa dos primos. O trabalho de investigação foi realizado por meio de pesquisa qualitativa bibliográfica, com referenciais teóricos que abordam, principalmente, a memória em sua relação com a identidade. Nessa pesquisa são citados autores como Halbwacs (2013), Benjamin (1993), Moles (1972), Menezes (1998), Freud (1939), Pollack (1992), Hall (2006), Bauman (2005) e Nora (1996). Em forma de conclusão, percebe-se que a introspecção e o coloquialismo, tãocomuns nasnarrativas de Autran Dourado, se fazem presentes também em Uma vida em segredo, fazendo com que a personagem principal, Biela, com suas angústias e conflitos, aos poucos se revele ao leitor. No que diz respeito às canastras, essas funcionam como objeto biográfico tanto para Autran Dourado como para sua personagem, fazendo evocar memórias de si e da família. É ainda através das memórias da infância na Fazenda do Fundão, em especial às da mãe, que a personagem consegue reconstruir um sentido de si, visto não conseguir se adequar aos padrões de comportamentos que lhe são impostos na casa dos primos. Através das angústias e conflitos da personagem principal, que são aos poucos revelados por sua incapacidade de inserir-se no novo meio em que vive e pelas reminiscências de Biela ainda na Fazenda do Fundão, percebe-se aspectos importantes da Minas Gerais de Autran Dourado, marcada pelo fim da economia da mineração e atividades correlatas, decadência das grandes fazendas de gado e migração do meio rural para o urbano.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1637106 - ALCIONE CORREA ALVES
Interno - 1550705 - LUIZIR DE OLIVEIRA
Presidente - 1192205 - SEBASTIAO ALVES TEIXEIRA LOPES
Externo à Instituição - SILVANA MARIA PANTOJA DOS SANTOS - UESPI
Notícia cadastrada em: 21/08/2015 15:00
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 16:39