Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCA DAS CHAGAS GOMES FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCA DAS CHAGAS GOMES FERREIRA
DATA: 25/02/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Video II
TÍTULO:

LEITURA, LUDICIDADE E O COTIDIANO: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO DE LEITORES


PALAVRAS-CHAVES:

Leitura. Estratégias de aprendizagem. Estratégias de leitura. Formação de leitores. 

 


PÁGINAS: 232
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Esta pesquisa objetiva investigar a influência da utilização de textos com temáticas sobre o cotidiano e atividades lúdicas no desenvolvimento da competência leitora dos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública em Teresina - PI. Com esse intuito, busca-se averiguar a receptividade e a relevância de algumas estratégias de aprendizagem nas atividades com leitura, assim como verificar se há dificuldades que interferem no desenvolvimento da competência leitora do público-alvo deste estudo, que se encontra em fase de conclusão de uma das etapas da Educação Básica, a que corresponde ao Ensino Fundamental, cuja um dos objetivos principais é de enfatizar e promover a continuidade do processo de formação de leitores.  O trabalho apresenta em seu aporte teórico os modelos de leitura na perspectiva de Gough (1976), Le Berger (1976), Ruddell (1976), Goodman (1976), Rumelhart (1994) e Stanovich (1980); discorre sobre as linhas de pesquisa em leitura desenvolvidas no Brasil, conforme a abordagem de Zappone (2001), com o intuito de questionar e assumir um posicionamento em relação às concepções de leitura que propiciem uma aplicação mais eficaz em relação ao ensino de leitura; assinala a importância da postura do professor enquanto mediador do processo ensino-aprendizagem de leitura, segundo as abordagens de Solé (1998), Maia (2007) e Bortone; Martins (2008); apresenta as considerações de Brown (1980), Leffa (1996), Solé (1998), Kato (1999), Kleiman (2011, 2013a, 2013b) e Koch; Elias (2014) a respeito das estratégias de leitura, destacando sua relevância para a compreensão leitora; conta também com as orientações sugeridas pelos Parâmetros Curriculares Nacionais-PCN (1998) no tocante ao papel do ensino em relação à formação de leitores; revela a visão de alguns teóricos sobre a presença de estratégias de aprendizagem como instrumento pedagógico, ocasionando um envolvimento significativo dos colaboradores no ensino de leitura, tais como o lúdico, conforme abordagem de Huizinga (2000), Negrine (2000), Macedo; Petty; Passos (2005) e Oliveira (2009), assim como os benefícios da leitura do gênero discursivo crônica, em razão da temática impressa por ela, segundo a perspectiva de Cândido (1996), Coutinho (1999) e Cursino (2013). Quanto aos procedimentos metodológicos, esta pesquisa possui natureza aplicada, adota uma abordagem qualitativa, faz uso do procedimento técnico da pesquisa-ação de acordo com a perspectiva de Thiollent (1998) e do método de abordagem de análise de dados fenomenológico hermenêutica de Van Manen (1990) como meio de atestar a cientificidade dos dados obtidos. Para tanto, utiliza-se como instrumento de pesquisa questionários destinados aos discentes colaboradores e aos docentes da turma pesquisada, como forma de coletar informações preliminares e subsequentes à intervenção promovida por meio de oficinas de leitura devidamente registradas em diário de campo após a observação direta da pesquisadora. A pesquisa revelou contribuições consideráveis em relação ao uso de estratégias de aprendizagem e de leitura no processo que visa à formação de leitores, ao tempo em que apontou aspectos que carecem de uma mobilização mais acentuada por parte dos envolvidos no processo ensino-aprendizagem de leitura para que se possa favorecer a formação de leitores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1631589 - BEATRIZ GAMA RODRIGUES
Interno - 097.385.093-00 - IVEUTA DE ABREU LOPES - UESPI
Externo à Instituição - PEDRO RODRIGUES MAGALHÃES NETO - UESPI
Notícia cadastrada em: 03/02/2016 11:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 17/06/2021 15:12