Notícias

Banca de DEFESA: MARIA HELENA DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA HELENA DE OLIVEIRA
DATA: 31/05/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Video I
TÍTULO:

Letramento nas práticas de atores do contexto escolar


PALAVRAS-CHAVES:

Letramentos. Eventos e práticas de letramento. Contexto escola


PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

O objetivo desta pesquisa é investigar quais os principais eventos e práticas de letramento ocorrem no contexto de uma escola pública estadual, localizada na zona sul da cidade de Teresina - Piauí. Nossa motivação se deve ao interesse nos estudos sobre letramento, especialmente no contexto escolar. A partir do nosso objetivo central indagamos: Quais as manifestações de letramento legitimadas pela instituição escolar. Essa indagação é pertinente, tendo em vista que a escola é um espaço por onde ocorrem vários eventos de letramento, estes ligados às práticas de natureza social e cultural e, legitimados. Nosso estudo propôs, ainda, identificar os letramentos que se apresentam no contexto escolar; descrever eventos e práticas de letramento nos quais se envolvem os atores do contexto escolar e analisar o comportamento dos atores diante dos eventos de letramentos no universo escolar. Para realização dessa pesquisa nos ancoramos na pesquisa, qualitativa, de orientação etnográfica, utilizando como instrumentos de coleta de dados entrevistas e questionários, que possibilitaram conhecer quais as práticas de letramentos desses atores e quais significados atribuídos a elas. Além disso utilizamos a observação como técnica de coleta de dados. À luz dessas considerações, organizamos este trabalho em quatro capítulos. No primeiro capítulo, trouxemos uma abordagem sobre a escrita na sociedade, utilizando como aportes teóricos, principalmente, os estudos de Olson (1997), Coulmas (2014) e Mandel (2011). No segundo capítulo, apresentamos uma discussão sobre o letramento, fundamentadas nos postulados de Street (2014 [1984]), Kleiman (1995), Soares (2012; 2013), Lopes (2006; 2010), Tfouni (2010), Costa (2010), Silva (2008), Bazerman (2011, 2015), Bunzen (2010), Buzato (2007), Campello (2009) dentre outros, com suas contribuições para a compreensão da dimensão sociocultural do Letramento.No terceiro capítulo, discorremos sobre o percurso metodológico da pesquisa, apresentando seus sujeitos, o espaço pesquisado, o tipo de pesquisa, os instrumentos de coleta dos dados, bem como os procedimentos de análise. Nessa trajetória de investigação, nos apoiamos em autores como Bortoni-Ricardo (2008), Richardson (2014), André (2010), Martins (2010), Masini (2010), Silva Júnior (2010) e Oliveira (2014). Finalmente, no último capítulo apresentamos a análise dos dados da pesquisa sobre as manifestações, características, descrição e comportamentos dos atores envolvidos em práticas de letramentos através dos eventos de letramentos ocorridos no contexto escolar. A partir das análises dos dados concluímos que o professor, o aluno e demais atores do contexto escolar devem reconhecer e assumir seu papel como agentes de letramentos na escola. Agindo desse modo esses atores se reconhecerão como participantes ativos desse universo letrado compreendendo assim sua importância como participante desse universo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 097.385.093-00 - IVEUTA DE ABREU LOPES - UESPI
Interno - 7422420 - CATARINA DE SENA SIRQUEIRA MENDES DA COSTA
Externo à Instituição - PEDRO RODRIGUES MAGALHÃES NETO - UESPI
Notícia cadastrada em: 19/05/2016 10:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 16/06/2021 18:00