Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO PEREIRA DA SILVA NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO PEREIRA DA SILVA NETO
DATA: 28/07/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Vídeo I
TÍTULO:

O prefixo na construção de sentidos: análise da unidade morfolexical re- em livros didáticos


PALAVRAS-CHAVES:

Unidade Morfolexical; Enunciação; Livro Didático; Valores Referenciais; Construção.


PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

O sentido das unidades linguísticas se estabelece no e pelo enunciado. A perspectiva construtivista da Teoria das Operações Enunciativas (TOE) de Antoine Culioli parte desse princípio por tributar a significação ao processo de construção do enunciado, considerando a interação entre as unidades que o compõem e as operações que o deflagram. Calcado na TOE, desenvolvida por Antoine Culioli (1990, 1999), e em conceitos de mesma perspectiva postulados por Denis Paillard (2004, 2011), Jean-Jacques Franckel (2011) e Sarah de Vogüé (2011), o presente texto, que corresponde a uma pesquisa de conclusão de Mestrado, é direcionado à análise do prefixo re- no Livro Didático (doravante LD). Objetiva-se analisar e descrever a semanticidade da unidade morfolexical a partir de ocorrências extraídas de livros selecionados previamente. Além disso, será confrontada a perspectiva construtivista à perspectiva tradicional encontrada nos LD examinados, a saber: Gramática e texto (de Nicola, 2014), Gramática Reflexiva (Cereja e Magalhães, 2014), Ser protagonista: língua portuguesa (Bergamin et al, 2014) e Aprender e praticar gramática (Patrocínio, 2014). A relação entre os dois vieses analíticos culmina numa sugestão de abordagem, mais crítica e reflexiva, dos fenômenos levantados, em forma de exercícios propostos enfatizando a percepção do(s) sentido(s) em construção. Indica-se, em suma, a influência decisiva dos elementos constituintes do enunciado, apontando não para uma referência pronta e preestabelecida, mas para valores referenciais construídos. Apesar de manter certo traço de regularidade, os valores semânticos estabilizados ao re- diferem, em geral, daquilo que preestabelecem as definições dos materiais de referência investigados; além disso, a unidade parece estar perdendo sua natureza prefixal, em alguns casos, ao assimilar-se morfológica e semanticamente à base lexical (repensar), formando um vocábulo primitivo, não mais derivado (re+pensar).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423483 - MARIA AUXILIADORA FERREIRA LIMA
Interno - 097.385.093-00 - IVEUTA DE ABREU LOPES - UESPI
Externo à Instituição - MARÍLIA BLUNDI ONOFRE - UFSCAR
Notícia cadastrada em: 28/07/2016 09:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 04:02