Notícias

Banca de DEFESA: JONAS PEREIRA GOMES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JONAS PEREIRA GOMES
DATA: 29/08/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Video II
TÍTULO:

Análise semiótica de textos publicitários: buscando ideologias dominantes contidas em panfletos de instituições de ensino particulares de Teresina – PI.


PALAVRAS-CHAVES:

Discurso, ideologia, hegemonia, Semiótica Social, Análise Crítica do Discurso.


PÁGINAS: 125
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Esta pesquisa partiu da ideia de que é necessário encontrar formas cada vez mais eficazes de leitura de textos multimodais, formas estas sistematizadas e que contribuam com o desenvolvimento crítico do leitor num sentido social e político. Nosso problema foi então identificar ideologias presentes em textos publicitários impressos a partir do uso de dispositivos de análises próprios da Semiótica Social e a Gramática do Design Visual em conjunto com dispositivos da Análise Crítica do Discurso. Deste modo, entendendo serem os panfletos, assim como qualquer outro suporte publicitário, artefatos propícios a serem incutidas ideologias advindas de um grupo ou classe social e direcionadas a outro grupo ou classe social, resolvemos elegê-lo como nosso corpus de pesquisa. Especificamente, os panfletos que investigamos nesta pesquisa foram aqueles que continham publicidades de instituições escolares particulares sediadas na cidade de Teresina – PI. Foram, ao todo, cinco exemplares, os quais distribuídos entre os períodos de dezembro de 2015 e março de 2016. Como fundamentação debruçamo-nos sobre estudos de autores como Kress e van Leeuwen (2006; 2008), Almeida (2008), Natividade & Pimenta (2009) e Carvalho (2010), dentre outros, no intuito de conhecermos um pouco mais sobre a teoria da Semiótica Social e a Gramática do Design Visual. Enveredamos também por Fairclough (2001), Brent (2009), Resende e Ramalho (2014), para a obtenção de conhecimentos sobre a Análise Crítica do Discurso. Buscamos em Bahktin (1986) boa parte dos conceitos sobre a ideologia marxista na linguagem, além do próprio Max (1999) e Max e Engels (1999). E por último, em Richers (1994), Vanoye (2002), Sant’anna (2002) e Citelli (2005), Lantolf & Thorne (2007) perseguimos a compreensão dos elementos comuns à publicidade e seu papel sociocultural. A metodologia utilizada nas análises é de cunho essencialmente qualitativo e buscou por meio dos dispositivos de investigação encontrados nas teorias envolvidas adentrar de modo profundo nos sentidos contidos no corpus escolhido, com o fim de desvelar ideologias dominantes transmitidas pela mídia publicitária como mais uma tática de manutenção da hegemonia nas relações de classes. Os resultados encontrados foram condizentes com nossas expectativas, posto que após as leituras aprofundadas de cada um dos anúncios conseguimos decifrar a presença de elementos ideológicos que a nosso ver servem à manutenção da hegemonia de uma classe dominante sobre uma classe dominada.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA CLAUDIA OLIVEIRA SILVA - UFMG
Presidente - 2521935 - FRANCISCO WELLINGTON BORGES GOMES
Interno - 1308749 - JOAO BENVINDO DE MOURA
Notícia cadastrada em: 24/08/2016 11:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 01:20