Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: VIRNA PEREIRA TEIXEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VIRNA PEREIRA TEIXEIRA
DATA: 19/09/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 301 - CCHL
TÍTULO:

VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E FLUXOS MIGRATÓRIOS: a concordância nominal de número na fala dos moradores do bairro Campo de Belém do município de Caxias - MA


PALAVRAS-CHAVES:

Variação; Concordância Nominal; Fluxos migratórios


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Os estudos sociolinguísticos sobre a concordância nominal de número no português brasileiro têm evidenciado que a variante não prestigiada (ausência de plural) é mais recorrente em setores das camadas populares, sejam do campo ou da cidade. Nesta pesquisa, cujo corpus é constituído por entrevistas com 20 informantes, agrupados de acordo com critérios de escolaridade, faixa etária e sexo, pretende-se investigar os registros de concordância nominal na fala de moradores de um bairro periférico do município de Caxias-MA. Com base na Teoria da Variação (WEINREICH et al., 2006; LABOV, 2008) e em trabalhos sobre concordância nominal de número no PB (SCHERRE, 1988; NARO e SCHERRE, 2007; LUCCHESI, 2009 ) serão analisadas as ocorrências de variação (presença X ausência de plural) nos sintagmas nominais das falas de informantes da comunidade em estudo,  distribuídos conforme o sexo (masculino e feminino), dois níveis de escolarização – ensino médio e  superior – e duas faixas etárias – dos 18 aos 35 e dos 36 aos 50 anos.  Cabe destacar ainda que neste bairro houve, em décadas recentes, intensos fluxos migratórios do campo para a cidade, o que, segundo Bortoni-Ricardo (2011), influencia, de acordo com as redes sociais dos falantes, a incorporação ou não dos usos mais prestigiados do português, reflexão esta que também se fará presente neste trabalho. Em relação às variáveis linguísticas, com auxílio do programa Goldvarb X, serão discutidos, a partir dos registros obtidos, o princípio da saliência fônica, a posição linear e relativa dos constituintes e marcas precedentes. Os resultados desse levantamento quantitativo permitem aferir o grau de influência das variáveis linguísticas nas realizações da variante estigmatizada, assim como os grupos de fatores que favorecem esta escolha dos falantes.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 7422420 - CATARINA DE SENA SIRQUEIRA MENDES DA COSTA
Interno - 097.385.093-00 - IVEUTA DE ABREU LOPES - UESPI
Externo à Instituição - LUCIRENE DA SILVA CARVALHO - UESPI
Notícia cadastrada em: 12/09/2016 15:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 21/06/2021 16:38