Notícias

Banca de DEFESA: RENATA FREITAS DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA FREITAS DE OLIVEIRA
DATA: 01/12/2016
HORA: 15:30
LOCAL: Video II - CCHL
TÍTULO: GÊNERO ARTIGO ACADÊMICO EXPERIMENTAL: UM ESTUDO COMPARATIVO DA ORGANIZAÇÃO RETÓRICA EM DIFERENTES CULTURAS DISCIPLINARES.
PALAVRAS-CHAVES: Gênero Artigo Acadêmico Experimental. Organização retórica. Culturas disciplinares. Linguística. Pedagogia.
PÁGINAS: 170
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Considerando-se uma variedade de estudos realizados no campo da Análise de gêneros, observamos que nos últimos anos, os gêneros da esfera acadêmica têm despertado o interesse dos pesquisadores. Dentre estes, o artigo acadêmico experimental é considerado o gênero de maior prestígio na produção, distribuição e consumo do conhecimento científico que é empreendido nas universidades em diferentes áreas do saber. Por esta razão, esta pesquisa faz um recorte em tal gênero, selecionando como objeto de estudo a seção de Introdução. Entendemos que esta constitui uma espécie de planejamento global da pesquisa, sendo responsável pela apresentação do artigo e pela argumentação em torno da relevância do conteúdo do trabalho, conduzindo o leitor a uma compreensão do que será abordado nas seções seguintes, além de ser determinante para o convencimento dos pares de uma dada comunidade disciplinar. Assim, o objetivo geral desta pesquisa consiste em investigar a organização retórica da seção de Introdução do gênero artigo acadêmico experimental em duas culturas disciplinares distintas:  Linguística e Pedagogia. Como objetivos específicos buscou-se identificar e descrever os movimentos e passos retóricos mais recorrentes em cada uma das áreas, examinar os recursos léxico-gramaticais mais presentes nos movimentos e passos e analisar comparativamente as culturas disciplinares de Linguística e Pedagogia a fim de estabelecer similaridades/diferenças entre estas. O corpus foi constituído por quarenta e oito exemplares, sendo vinte e quatro de cada área, selecionados em periódicos Qualis A1, entre os anos de 2014 e 2015. Para efeito de análise, adotamos como ferramenta teórico-metodológica o modelo CARS de Swales (1990) e suas contribuições sobre gêneros textuais/discursivos e comunidades discursivas (1990, 2004), os aportes teóricos de Aranha (1996), Bernardino (2007), Motta-Roth e Hendges (2010) e Costa (2015) sobre o artigo acadêmico e a seção de introdução. Além dos teóricos já citados nos fundamentamos principalmente, nos pressupostos teóricos de abordagem sociorretórica, considerada aqui como a combinação dos Estudos de Inglês para Fins Específicos (SWALES, 1990; BATHIA, 2004) e dos Estudos Retóricos de Gênero (MILLER, 2012 [1984]; BAZERMAN, 2011), bem como a noção de comunidade e cultura disciplinar (HYLAND, 2000, 2009). Para o reconhecimento das unidades informacionais dos exemplares do gênero, identificamos as pistas léxico-gramaticais, o conteúdo propriamente dito e a disposição de blocos textuais, como títulos e parágrafos. Para a caracterização das culturas disciplinares das áreas de Linguística e Pedagogia, coletamos dados em documentos e relatórios de área da Capes, nos periódicos e a partir das respostas de pesquisadores expertos, obtidas por meio de entrevista. Os resultados apontaram indícios de padronização e flexibilidade na organização retórica da seção de introdução do gênero artigo acadêmico experimental, o que resultou em novas propostas de descrições retóricas. A análise comparativa revelou ainda, que há aspectos similares nas duas culturas disciplinares, mas que tais áreas diferem no modo como elaboram o conhecimento disciplinar dentro de um mesmo gênero, tendo em vista que cada cultura disciplinar possui suas crenças, valores, convenções, sendo os membros experientes destas comunidades discursivas influenciados por estas especificidades quando organizam seus textos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FAUSTON NEGREIROS - UFPI
Presidente - 1167642 - FRANCISCO ALVES FILHO
Interno - 239.422.233-68 - SILVANA MARIA CALIXTO DE LIMA - UESPI
Notícia cadastrada em: 25/11/2016 11:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 19/06/2021 20:50