Notícias

Banca de DEFESA: VIRNA PEREIRA TEIXEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VIRNA PEREIRA TEIXEIRA
DATA: 10/03/2017
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de Video II
TÍTULO: VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E FLUXOS MIGRATÓRIOS: a concordância nominal de número na fala dos moradores do bairro Campo de Belém do município de Caxias - MA
PALAVRAS-CHAVES: Variação Linguística; Concordância Nominal de Número; Caxias.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Os estudos sociolinguísticos sobre a concordância nominal de número no português brasileiro têm evidenciado que a variante não prestigiada (ausência de marcação formal de plural) é mais recorrente em setores das camadas populares, sejam do campo ou da cidade. Nesta pesquisa, cujo corpus é constituído por entrevistas com 20 informantes, agrupados de acordo com variáveis sociais como Escolaridade, Faixa etária e Sexo, são descritos os registros de concordância nominal na fala de moradores de um bairro periférico do município de Caxias - MA. Com base na Sociolinguística variacionista (WEINREICH et al., 2006; LABOV, 2008) e trabalhos sobre a concordância nominal de número no Português Brasileiro (SCHERRE, 1988; NARO e SCHERRE, 2007; LUCCHESI, 2009 ) foram analisadas as ocorrências de variação nos sintagmas nominais das falas de informantes da comunidade em estudo,  distribuídos conforme o sexo (masculino e feminino), dois níveis de escolarização – ensino médio e  superior – e duas faixas etárias – dos 18 aos 34 e dos 35 aos 50 anos.  Cabe destacar ainda que neste bairro houve, em décadas recentes, intensos fluxos migratórios do campo para a cidade, o que, segundo Bortoni-Ricardo (2011), influencia, de acordo com as redes sociais dos falantes, a incorporação ou não dos usos mais prestigiados do português, reflexão esta que também se fez presente neste trabalho. Em relação às variáveis linguísticas, com auxílio do programa Goldvarb X, os dados foram analisados segundo o princípio da Saliência Fônica (Tonicidade do núcleo), Classe morfológica do item pré-nuclear, Posição Linear e Posição Relativa dos constituintes. Os resultados desse levantamento quantitativo indicaram que os fatores mais atuantes para a realização da variante não prestigiada da concordância nominal são o nível médio de escolarização, a 1ª posição do item constituinte e a posição pré-nuclear do termo. As informações obtidas através das entrevistas também revelaram que a maioria dos sujeitos da pesquisa são naturais ou possuem vínculos familiares com a zona rural de Caxias, têm contato regular com os meios de comunicação de massa (televisão e Internet) e são, predominantemente, católicos, constituindo aqui a religiosidade um elemento de associação e densidade das relações sociais. Com efeito, pode-se interpretar que o continuum rural-urbano nos usos linguísticos desta localidade, evidenciado pelos resultados numericamente superiores da variante não prestigiada, intersecciona reflexões da abordagem funcionalista (internalista) e etnográfica da Sociolinguística, investigações que devem ser aprofundadas para verificação posterior da estabilidade/ instabilidade de tal variação, atualmente em fluxo entre a inovação e a conservação, entre o popular urbano/ rural.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 7422420 - CATARINA DE SENA SIRQUEIRA MENDES DA COSTA
Interno - 097.385.093-00 - IVEUTA DE ABREU LOPES - UESPI
Externo à Instituição - LUCIRENE DA SILVA CARVALHO - UESPI
Notícia cadastrada em: 15/02/2017 16:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 19/06/2021 21:40