Notícias

Banca de DEFESA: LUCAS CÉSAR MOURA LAGO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS CÉSAR MOURA LAGO
DATA: 18/05/2017
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de Video II
TÍTULO: ANÁLISE DE GÊNERO: UM ESTUDO DA ORGANIZAÇÃO RETÓRICA DA SEÇÃO/CAPÍTULO DE METODOLOGIA EM DISSERTAÇÕES DE MESTRADO
PALAVRAS-CHAVES: Seção de metodologia; Organização retórica; Estrutura composicional.
PÁGINAS: 147
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

A presente pesquisa insere-se no contexto da Análise sociorretórica de gêneros. Optamos por estudar a dissertação de mestrado por conta da carência de investigações sobre esse gênero no Brasil, e escolhendo a seção/capítulo de metodologia de dissertações de mestrado em Linguística do PPGEL/UFPI como objeto de estudo. Assim, temos como objetivo geral descrever organização retórica da seção/capítulo de metodologia de dissertações de mestrado de subáreas da cultura disciplinar de Linguística, de modo a evidenciar possíveis semelhanças e diferenças entre elas. Os objetivos específicos visam: caracterizar as especificidades da organização retórica da seção de metodologia em dissertação das subáreas de Sociolinguística, Enunciação e Análise do Discurso; identificar e caracterizar os movimentos e passos retóricos encontrados nas seções/capítulos em análise; apontar os recursos linguísticos que indicam a presença dos movimentos e passos encontrados e descrever a estrutura composicional da seção/capítulo de descrição dos procedimentos metodológicos. Para tanto, nos aparamos em estudiosos como Bakhtin (1997, 2004), Miller (1984), Bazerman (2005), Hyland (2004, 2009) e Swales (1990, 2004, 2009), criador do modelo CARS. Além desses, recorremos ainda a outros pesquisadores que replicaram o modelo CARS em seus estudos, como Jucá (2006), Lim (2006), Schweiger (2011) e Monteiro (2015). O uso desse aparato teórico-metodológico nos permitiu perceber que há muitas diferenças entre às seções/capítulos de metodologia de dissertações de mestrado de subáreas diferentes, mas, quanto à organização retórica, muitas das diferenças encontradas estão mais relacionas com o tipo de pesquisa realizada do que com valores vigentes na subárea.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167642 - FRANCISCO ALVES FILHO
Interno - 423483 - MARIA AUXILIADORA FERREIRA LIMA
Externo à Instituição - SILVANA MARIA CALIXTO DE LIMA - UESPI
Notícia cadastrada em: 09/05/2017 15:09
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 15:49