Notícias

Banca de DEFESA: LUCY RAIANE PERES FARIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCY RAIANE PERES FARIAS
DATA: 23/08/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Laboratório de Línguas
TÍTULO: COMO LEIO E COMO ENSINO A LER”: (RE)CONSTRUÇÕES SOBRE A LEITURA PARA PROFESSORES EM PRÉ-SERVIÇO
PALAVRAS-CHAVES: Crenças, Leitura, Pesquisa Narrativa, Formação de Professores.
PÁGINAS: 176
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Esta dissertação buscou, dentro do escopo dos estudos da Linguística Aplicada, identificar formações e transformações nas crenças de professores de língua inglesa no contexto da Universidade Federal do Piauí (UFPI), que se encontravam em formação inicial e ministravam aulas no Programa Idioma sem Fronteiras (IsF), desenvolvido pelo Ministério da Educação. Baseamo-nos no conceito contextual de crenças discutido por Barcelos (1995, 2000, 2001, 2007, 2008), analisando o movimento de (trans)formação das crenças de professores quanto ao ensino e aprendizagem da leitura em língua inglesa. Para isso, traçamos um panorama dos estudos sobre leitura, a partir de Gough (1972), Smith (1928), Kato (1999), Kleiman (2000, 2001), Leffa (1996), Goodman (1967), entre outros; conceituando os principais tipos de leitores, modelos de leitura, e seu ensino e aprendizagem. Esta pesquisa tem caráter qualitativo-reflexivo e desenvolveu-se a partir de um estudo narrativo aliado a observações de aulas ministradas pelos professores, com anotações de campo. Nosso instrumento de coleta de dados, bem como metodologia para as análises, foi a Pesquisa Narrativa, desenvolvida por Connelly e Clandinin (2000). Utilizamos como categorias de análises os cinco pontos de tensão citados pelos autores: temporalidade, pessoa, ação, certeza e contexto; perpassando também conceitos como as continuidades e descontinuidades, instabilidade, mudança e experiência. Os estudos narrativos centram-se nas histórias vividas pelos indivíduos, buscando compreender suas motivações e mudanças dentro de determinado contexto, e desenvolvendo possibilidades de entendimento para suas ações e modos de pensar. Dessa forma, tivemos como objetivo descrever como se (re)constroem as crenças dos professores participantes em relação ao ensino e aprendizagem em língua inglesa no contexto da UFPI, buscando a reflexão sobre as crenças e como estas influenciam a formação inicial e continuada dos professores, bem como suas ações em sala de aula, e vice-versa, num movimento cíclico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1631589 - BEATRIZ GAMA RODRIGUES
Interno - 2521935 - FRANCISCO WELLINGTON BORGES GOMES
Notícia cadastrada em: 15/08/2017 15:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 15:28