Notícias

Banca de DEFESA: LUCAS EMANOEL VILARINHO MIRANDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS EMANOEL VILARINHO MIRANDA
DATA: 29/05/2018
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de Vídeo II
TÍTULO: TECELINA, DE GLAUCIA DE SOUZA: NARRATIVA ENTRE O IMPRESSO E O DIGITAL
PALAVRAS-CHAVES: Literatura Infantil. Literatura Eletrônica. Impresso. Digital. Tecelina.
PÁGINAS: 147
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

A literatura infantil brasileira contemporânea tem sentido as mudanças advindas da revolução eletrônica. Através da análise da obra Tecelina, de Gláucia de Souza e Cristina Biazzetto, nas versões impressa e hipermidiática, analisamos a intersecção entre a narrativa impressa e a hipermidiática, tendo em vista que o diálogo entre a narrativa infantil e juvenil brasileira contemporânea e a tecnologia nos suportes virtuais tem se tornado cada vez maior. A partir dessa análise, a pesquisa visa discutir as dimensões artísticas e computacionais presentes na narrativa hipertextual/hipermidiática para crianças e jovens, fundamentada nas concepções sobre a literatura infanto-juvenil e o leitor, na perspectiva de Jauss (1979), Aguiar (2001), Santaella (2004) e Zilberman (2005); no debate sobre a cibercultura, consoante Levy (1996, 1999); no diálogo entre a literatura e a tecnologia conforme Feba (2012), Penteado (2010), Cunha (2013), Hayles (2009), Chartier (1998, 2003), Carvalho (2011) e Xavier (2009). Por meio de pesquisa bibliográfica, com abordagem analítico qualitativa, a pesquisa apresenta um posicionamento em relação às contribuições dos aspectos artísticos, técnicos e computacionais em relação à ampliação da recepção dos leitores; tendo em vista que a nova geração de literatura infantil, produzida no meio digital que possui forte inclinação a aderir aos avanços tecnológicos do ciberespaço e do meio digital. Dessa forma, pode ser percebida mediante a análise de Tecelina, que o diálogo entre o impresso e o virtual é evidenciado, possibilitando considerar as contribuições das novas técnicas à recepção do leitor infantil contemporâneo. Observa-se, pois, que e as possibilidades do virtual são cada vez mais profícuas, e que o diálogo com o novo do meio eletrônico tem sido cada vez mais utilizado, pois vem ampliando as possibilidades e riquezas dos dois formatos: o impresso e o virtual. Esses formatos possuem suas particularidades semióticas e diversas possibilidades, dessa forma cada um tem a seu modo, contribuído para o crescimento e propagação da literatura, em especial, a infantil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 481.916.393-00 - DIOGENES BUENOS AIRES DE CARVALHO - UESPI
Interno - 145.435.403-87 - MARGARETH TORRES ALENCAR COSTA - UESPI
Externo à Instituição - EMANOEL CESAR PIRES DE ASSIS - UEMA
Notícia cadastrada em: 23/05/2018 15:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 10:22