Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO CARLOS TORRES DE SOUZA NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO CARLOS TORRES DE SOUZA NETO
DATA: 30/10/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: GÊNERO E EMPODERAMENTO FEMININO EM GAME OF THRONES: AMÉLIAS, JUDITHES OU MORGANAS?
PALAVRAS-CHAVES: Gênero. Empoderamento. Mulheres. Game of Thrones.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

A nossa sociedade atual vive inúmeras transformações e as identidades também estão em constante modificação e é notável a ênfase dada ao feminino, sendo que as mulheres estão à frente de posições de destaque em diferentes contextos como a família, trabalho, religião e política. Nesse sentido é possível observar uma mudança de paradigmas, seguida por modificações na cultura e sociedade. O intuito deste estudo é atribuir tal olhar em uma obra de ficção cientifica da atualidade. Pretende-se analisar como se consolida a presença da mulher o empoderamento e sua representatividade em Game of Thrones. Assim iremos estudar a presença ativa das mulheres nos livros e pensar a respeito dos elementos que compõem a identidade de seis personagens de destaque na obra. Arya Stark, Sansa Stark, Cersei Lennister, Daenerys Targaryen, Brienne de Tarth e Melisandre de Asshai. A escolha do objeto se deu por compreendermos a narrativa dos livros como um espelho da sociedade atual: Game of Thrones é uma obra de fantasia fantástica e não apresenta um marco de tempo, mas, é dotada de elementos e características que nos remetem ao período da idade média. Em um ambiente marcado pela supremacia masculina e a presença de cavaleiros, armaduras, separação de casas, religiosidade, guerras entre religiões, tudo sob a sombrade um rei. Para embasar nossas reflexões serão utilizados como base teórica os estudos conceituando a figura feminina não só de modo histórico, mas biológico e psicológico de Simone de Beauvior (2009); Pierre Bordieu (1998) em que teoriza as diferentes faces do masculino em sociedade, a supremacia do homem em relação à mulher e as diferentes esferas e conceitos de poder nos mais diversos contextos; Valeska Zanello e Ana Paula Müller de Andrade (2014) e Heleieth I. B.: que dialogam sobre saúde mental e gênero e Saffioti (1987) que trata sobre a discriminação da mulher e do negro no Brasil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 145.435.403-87 - MARGARETH TORRES ALENCAR COSTA - UESPI
Interno - 1192205 - SEBASTIAO ALVES TEIXEIRA LOPES
Externo à Instituição - STELA MARIA VIANA LIMA BRITO - UESPI
Notícia cadastrada em: 07/10/2020 22:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 19/06/2021 22:50