Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALLYSSON DAVI DE CASTRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALLYSSON DAVI DE CASTRO
DATA: 30/10/2020
HORA: 16:00
LOCAL: Plataforma RNP
TÍTULO: O espaço como redução estrutural em Budapeste, de Chico Buarque.
PALAVRAS-CHAVES: Chico Buarque. Budapeste. Espaço ficcional. Redução Estrutural.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

As figurações da contemporaneidade tem sido um dos recursos mais empregados pelas produções literárias recentes. Em função de seu caráter denso e heterogêneo, a vida cotidiana hodierna figura como rica matéria para o universo ficcional, de modo que é muito difícil desvincular a literatura contemporânea das práxis sociais e da condição urbana que assinalam o nosso tempo. Budapeste (2003), terceiro romance de Chico Buarque, é bastante ilustrativo nesse sentido, pois nele aparecem um modelo bem delineado de sociedade contemporânea e a configuração do sujeito pós-moderno, com todas as suas nuances e subjetividade, que a integra. A cidade, por sua vez, ganha destaque e figura como espaço por excelência, visto que nele as personagens se deslocam e criam vínculos afetivos. Dessa maneira, a presente dissertação investiga o modo como esses aspectos históricos, sociais, culturais e humanos se convertem em um componente literário, através de um processo que Antonio Candido denominou de redução estrutural (ou formalização), permitindo que a estrutura literária seja analisada de maneira autônoma. Nesse sentido, aqui se analisa o espaço ficcional pelo viés específico da redução estrutural, buscando compreender o modo como essa redução opera em espaços íntimos, espaços burocráticos e espaços de recordação. Para o desenvolvimento da pesquisa, utilizou-se como aporte teórico trabalhos que versam sobre a integração da literatura com a sociedade, como Candido (2015; 2019), Schwarz (1999) e Lukács (2009); sobre a memória cultural e social, como Assmann (2011), Candau (2018) e Halbwachs (2003); sobre a vida cotidiana, como Sarlo (2014) e Certeau (2014); sobre o espaço citadino, como Lefebvre (2000), Argan (2005) e Benjamin (2000), entre outros. Pode-se afirmar que Chico Buarque, por meio do processo de redução estrutural, imprime à categoria do espaço presente na narrativa ficcional uma visão de sociedade que pretende
ser um retrato da vida contemporânea.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1626700 - CARLOS ANDRE PINHEIRO
Interno - 836.463.293-00 - HERASMO BRAGA DE OLIVEIRA BRITO - UESPI
Externo à Instituição - MARISA MARTINS GAMA KHALIL - UFU
Notícia cadastrada em: 08/10/2020 22:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 00:30