Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA CAROLINA RODRIGUES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA CAROLINA RODRIGUES DA SILVA
DATA: 22/10/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: O gênero meme no desenvolvimento da etapa inferencial de leitura no 9° ano do Ensino Fundamental
PALAVRAS-CHAVES: Leitura. Meme. Multimodalidade. Inferências. Ensino.
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Quando se fala em proficiência em leitura, pesquisas como as do Pisa (2018) revelam o baixo desempenho dos brasileiros, evidenciando a necessidade em se pensar acerca de estratégias para a reversão ou melhoramento desse cenário, de modo a possibilitar aos educandos um melhor exercício de sua cidadania a partir da leitura. O interesse pelo desenvolvimento deste trabalho se deu a partir da percepção dessa necessidade em refletir e elaborar práticas de ensino de leitura que possibilitem a melhora no desempenho dessa competência nos educandos; das dificuldades existentes na realização de práticas de leitura em sala de aula, no que se refere ao alcance do nível máximo de compreensão; e da consciência sobre a importância da inserção de gêneros multimodais nas aulas de línguas, em decorrência do surgimento de novas formas de linguagem provenientes da
cultura digital. Desse modo, o presente projeto tem como intuito investigar as possíveis contribuições do gênero meme no processo de leitura no ensino fundamental, sobretudo no desenvolvimento da etapa inferencial, que consiste no alcance do horizonte máximo decompreensão textual. Para realização deste estudo, utilizaremos como fundamentação teórica considerações de autores como Solé (2007), Antunes (2003), Marcuschi (2011), Ferrarezzi; Carvalho (2017), Paes de Barros (2009) acerca do processo de leitura; para tratar de gêneros multimodais, sobretudo o gênero meme, utilizaremos Vieira (2007), Rojo (2015) , Kleiman (2004), Kato (2007), Darwins (2007),a Base Nacional Comum Curricular (BNCC); entre outros autores. Como metodologia predominante utilizaremos a pesquisa- ação, uma vez que haverá o planejamento e aplicação de oficinas de intervenção para coleta dos dados, sendo esses de cunho qualitativo. As atividades de intervenção serão ministradas pela pesquisadora para uma turma de 9° ano em uma escola pública da rede municipal de Teresina, com o intuito de melhorar o desempenho dos alunos no processo de leitura. Dos resultados dessa prática, será feita a análise entre as partes do processo, verificando as contribuições do gênero meme para o desenvolvimento da compreensão leitora e outros impactos que venham a ocorrer durante a prática de intervenção. Os resultados parciais são provenientes de atividades diagnósticas, revelando algumas dificuldades em alcançar o horizonte máximo de leitura, por outro lado, identificamos que em se tratando de textos multimodais, alguns educandos conseguiram realizar maiores inferências em relação aos textos exclusivamente verbais e que o meme parece funcionar como um estímulo à leitura de outros gêneros e modalidades textuais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1731706 - JOSE RIBAMAR LOPES BATISTA JUNIOR
Interno - 132.819.503-10 - PEDRO RODRIGUES MAGALHÃES NETO - UESPI
Externo à Instituição - VICENTE LIMA NETO - UFERSA
Notícia cadastrada em: 13/10/2020 10:41
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 10:20