Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ALCENIR DE SOUSA LUZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALCENIR DE SOUSA LUZ
DATA: 04/11/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: ENTRE O LÉXICO E A GRAMÁTICA: A TRANSITIVIDADE ARTICULADA AO SENTIDO DO VERBO PASSAR
PALAVRAS-CHAVES: Léxico e Gramática. Passar. TOPE
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Quando observamos a abordagem sobre Transitividade no ensino de Língua Portuguesa, notamos que os verbos são classificados em transitivos diretos ou indiretos a partir de um procedimento fixo, que é observar se existe ou não uma preposição entre o verbo e o complemento, sem discussão pelo viés do sentido. A partir dessa evidência, propusemo- nos a fazer uma investigação que parte das seguintes questões: de que modo a transitividade se constrói para a Teoria das Operações Predicativas e Enunciativas (TOPE)? Como a gramática tradicional e algumas teorias linguísticas veem a transitividade? A semanticidade do verbo interfere na transitividade? A semanticidade dos argumentos verbais opera sobre a construção dos valores e para o funcionamento verbal? Para esmiuçar essas indagações, apoiamo-nos no quadro da TOPE, desenvolvida por Antoine Culioli (1983; 1990; 1999a; 199b) e continuamente estudada por Franckel, Paillard, De Vogüé e outros, a fim de explorar a unidade lexical passar e, por meio dela, investigar o funcionamento da transitividade, pensando a transitividade como um processo lexical, articulado com o sentido, decorrente da variedade e da identidade semântica dos itens lexicais; ou seja, nossa pretensão é explorar as noções gramaticais a partir da relação léxico-gramática. Ademais, pretendemos examinar a semanticidade dos argumentos verbais e analisar de que modo essa semanticidade interfere na transitividade da unidade. Para isso, inicialmente, analisamos seis gramáticas e seis estudos que estão fundamentados em outras perspectivas linguísticas; e, em um segundo mundo, dedicamo- nos à análise do corpus, que está constituído por 23 ocorrências da unidade lexical passar, 4 agrupamentos e outras ocorrências de passar que foram utilizadas para estabelecer diferenças de sentido e mostrar valores específicos. Os resultados parciais evidenciaram que a unidade passar comporta uma grande diversidade de valores, que podem ser alterados à medida que passar entra em interação com C0 e C1. Ocorre que a semanticidade dos nomes que funcionam como C0 e C1 realiza uma operação de determinação qualitativa sobre o verbo, estabilizando seu valor no enunciado. Portanto, o valor de passar só se estabiliza no enunciado, no momento em que os argumentosoperam sobre a unidade verbal.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1630360 - MARIA ANGELICA FREIRE DE CARVALHO
Presidente - 423483 - MARIA AUXILIADORA FERREIRA LIMA
Externo à Instituição - MÁRCIA CRISTINA ROMERO - UNIFESP
Notícia cadastrada em: 15/10/2020 16:18
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 00:54