Notícias

Banca de DEFESA: VANESSA MAIRA DE AQUINO SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANESSA MAIRA DE AQUINO SANTOS
DATA: 18/09/2013
HORA: 16:00
LOCAL: Sala de vídeo II/ CCHL- UFPI, Teresina-PI
TÍTULO:

Nas tramas da História e da ficção, uma leitura de Tiradentes: poder oculto o livrou da forca, de Assis Brasil



PALAVRAS-CHAVES:

Literatura brasileira. Crítica literária. Assis Brasil. Tiradentes: poder oculto o livrou da forca. Metaficção historiográfica.


PÁGINAS: 138
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

Este trabalho tem por finalidade realizar um estudo do romance histórico Tiradentes: poder oculto o livrou da forca, do escritor piauiense Assis Brasil, a partir das concepções pós-modernas que tratam da ficção de cunho histórico e a problematização efetuada por estas em relação à História, valendo-se, principalmente, das ideias desenvolvidas por Linda Hutcheon (1991) para caracterizar o que a autora considera como metaficção historiográfica. Para tanto, o estudo inicia-se com um breve panorama a respeito do romance histórico, mostrando os desdobramentos do gênero ao longo do tempo em nível geral e no contexto brasileiro, para situar, em seguida, os romances históricos de Assis Brasil, observando por meio dos prólogos dessas obras a pertinência de serem analisadas por um viés teórico pós-moderno. Logo após, demonstra-se por meio de diversos estudiosos, entre eles Hayden White, Michel Foucault e Paul Veyne, os debates ocorridos no âmbito historiográfico, gerados pela desconfiança pós-estruturalista em relação à transparência da linguagem, que levaram a se pensar a História como uma área muito próxima da ficção. Tais discussões introduzem a análise do romance Tiradentes: poder oculto o livrou da forca como uma metaficção historiográfica, enfatizando o questionamento em relação à História realizado pela obra. Por fim, examina-se a crítica e a problematização feitas pelo romance referentes à construção do mito do herói nacional Tiradentes, efetuadas pela aliança entre a História e os poderes constituídos com o intuito de tirar proveito da imagem do suposto herói, além de demonstrar como esses discursos sobre o herói foram utilizados na caracterização da personagem Tiradentes no romance.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DIOGENES BUENOS AIRES DE CARVALHO - UESPI
Externo à Instituição - INARA DE OLIVEIRA RODRIGUES - PUC - RS
Presidente - 1192205 - SEBASTIAO ALVES TEIXEIRA LOPES
Notícia cadastrada em: 19/08/2013 16:48
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 16:27