Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCELA SOARES GALVAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELA SOARES GALVAO
DATA: 02/10/2013
HORA: 15:00
LOCAL: NUPLID
TÍTULO:

O FANTÁSTICO DE MURILO RUBIÃO COMO CRÍTICA À SOCIEDADE


PALAVRAS-CHAVES:

Literatura brasileira. Murilo Rubião. Fantástico na literatura. Critica social.



PÁGINAS: 42
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
RESUMO:

Essa dissertação tem como objetivo analisar aspectos do fantástico recorrentes na obra de Murilo Rubião, em especial, nos contos “O ex-mágico da taberna minhota”, “O edifício”, “A fila”, “A cidade”, “O pirotécnico Zacarias” e “Teleco, o coelhinho”; como uma crítica aos valores vigentes e a incompreensão da sociedade na qual o autorestava inserido. Para alcançar tal objetivo, averiguar-se-á como os seguintes temas se encontram presentes nas narrativas selecionadas: os elementos do fantástico e a crítica social representada através destes. Busca-se entender como a obra muriliana refere-se a um momento de transformação e crise no Brasil, e como o homem é apresentado como sendo um ser desconcertado, cuja formação crítico-social é responsável pela angústia e pelo desencontro deste homem com o mundo. A pesquisa se fará em um aspecto crítico-analítico acerca da fortuna crítica de Murilo Rubião.Dentro da estética fantástica encontram-se duas vertentes possíveis: o fantástico tradicional (TODOROV, 2004) e o fantástico moderno (SARTRE, 2005). Com Sartre, o fantástico moderno ganha um maior esclarecimento. Sendo este, aquele que tem maior “afinidade” com a obra de Murilo Rubião.



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1631589 - BEATRIZ GAMA RODRIGUES
Externo ao Programa - 1196729 - SAMANTHA DE MOURA MARANHAO
Presidente - 1167869 - SAULO CUNHA DE SERPA BRANDAO
Notícia cadastrada em: 24/09/2013 10:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 20/06/2021 11:00