Notícias

Banca de DEFESA: CLAUDIENE DINIZ DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLAUDIENE DINIZ DA SILVA
DATA: 14/05/2014
HORA: 15:00
LOCAL: UFPI – Campus Ministro Petrônio Portella – CCHL - Teresina - Piauí
TÍTULO:

O processo de qualificação e construção de significação dos adjetivos falso e fielO processo de qualificação e construção de sentido dos adjetivos falso e fiel na perspectiva da Teoria das Operações Predicativas e Enunciativa.


PALAVRAS-CHAVES:

Adjetivo. Construção de sentido. Processo de qualificação. Teoria das Operações Predicativas e Enunciativas.


PÁGINAS: 125
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Este trabalho tem como objetivo geral apresentar o processo de construção de sentido dos adjetivos falso e fiel assim como seu processo de qualificação. Esta pesquisa adota os pressupostos teóricos da Teoria das Operações Predicativas e Enunciativas de Antoine Culioli (1990, 1999a,1999b), em uma linha de investigação que busca a identidade dessas unidades através da diversidade de suas ocorrências,  tendo como base autores como Franckel, Vogüé, Paillard, entre outros. O corpus utilizado nesta pesquisa foi extraído do Jornal O Imparcial (versão digital), do estado do Maranhão e de ocorrências extraídas do Google. A metodologia empregada assume inicialmente um caráter atomista por analisar a construção de sentido de cada ocorrência das unidades falso e fiel, fazendo uma descrição que visa apresentar as regularidades sobre como se organizam e quais os valores observados. A análise desses adjetivos nos ajudou a entender como ocorre o processo de qualificação e quais os elementos e operações envolvidas nesse processo. Também contribuiu para compreensão do processo de construção de sentido, tais como a importância do cotexto e da semanticidade do nome para o sentido dos adjetivos estudados. Nossa análise também conduz a uma reflexão sobre os conceitos de sinonímia, antonímia e polissemia. A partir da observação de dados, de sua regularidade e da sua homogeneidade, apresentamos as formas esquemáticas de falso e fiel, isto é, uma representação metalinguística criada que tem como objetivo definir a identidade de cada unidade. As duas formas esquemáticas apresentadas mostram que as duas unidades são propriedades atribuídas ao um nome X, no entanto, em cada unidade qualifica o nome de diferentes formas devido o cotexto e a semanticidade do nome.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1630360 - MARIA ANGELICA FREIRE DE CARVALHO
Presidente - 423483 - MARIA AUXILIADORA FERREIRA LIMA
Externo à Instituição - MARÍLIA BLUNDI ONOFRE - UFSCAR
Notícia cadastrada em: 06/05/2014 11:07
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 20/06/2021 04:05