Notícias

Banca de DEFESA: RAIMUNDA MARIA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAIMUNDA MARIA DOS SANTOS
DATA: 05/03/2015
HORA: 08:00
LOCAL: PPGEL 302
TÍTULO:

TEATRALIZAÇÃO DOS ASPECTOS IDENTITÁRIOS DO SUJEITO NORDESTINO NA OBRA DE ARIANO SUASSUNA AUTO DA COMPADECIDA


PALAVRAS-CHAVES:

Literatura brasileira. Suassuna. Auto da Compadecida. Cultura. Identidade.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Brasileira
RESUMO:

A presente pesquisa objetiva investigar na peça teatral tragicômica Auto da Compadecida (1955) de Ariano Vilar Suassuna, como se apresentam os aspectos identitários do sujeito do Nordeste do Brasil, organizando as particularidades literárias que os traduzem. Para tanto, no decorrer dos estudos cumpre-se os seguintes objetivos específicos: a) identificar a peça Auto da Compadecida no panorama teatral brasileiro e como Shakespeare, Gil Vicente e Nelson Rodrigues a inspiram, examinando elementos comuns no fazer artístico literário desses dramaturgos, b) analisar a questão da identidade cultural do povo Nordestino, avaliando elementos literários relacionados às personagens caricaturais que auxiliam na compreensão do da formação identitária desse povo e, c) caracterizar os personagens da peça teatral Auto da Compadecida sob o ponto de vista das relações etnorracial, da linguagem e de gênero, identificando a construção identitária pelo processo da hibridação e das relações pautadas no binarismo homem/mulher. O estudo adota a pesquisa bibliográfica qualitativa explicativa na análise da peça suassuniana, articulando um diálogo entre teoria teatral e Estudos Culturais. Assim, tem-se como embasamento os pressupostos teóricos de críticos como Sábato Magaldi (1997), Ronald Peacoch (2011), Manfred Schmeling (1982) e Décio Prado (2001), além das contribuições de autores como Raymond Williams (2002), Stuart Hall (2003) e Roberto Pontes (2001) para tratar da teatralização dos aspectos identitários e culturais de um povo. Os resultados da pesquisa indicam que a peça Auto da Compadecida acomoda indícios do auto vicentino, do drama shakespeareano e do teatro popular rodrigueano, valorizando a tradição literária ao tempo que se lança no panorama brasileiro enquanto recriação do teatro popular brasileiro. E ainda, ressalta-se, em sua
composição, elementos literários que auxiliam na compreensão da processual e contínua formação identitária do povo Nordestino, suscitando reflexões sobre o processo de hibridação implicado pela prática do estereótipo e também, sobre as mudanças sociais a partir desse processo e das relações de gêneros.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1550697 - ANA MARIA KOCH
Presidente - 1624524 - ERICA RODRIGUES FONTES
Externo à Instituição - RAIMUNDA CELESTINA MENDES DA SILVA - UESPI
Interno - 1210460 - WANDER NUNES FROTA
Notícia cadastrada em: 26/02/2015 15:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 20/06/2021 04:15