Notícias

Banca de DEFESA: SILVIA MONICA MOURA LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SILVIA MONICA MOURA LIMA
DATA: 17/04/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Sala Camillo Filho
TÍTULO:

Remix de hipermídias: reflexões sobre o desenvolvimento da habilidade de leitura na disciplina de inglês instrumental


PALAVRAS-CHAVES:

Leitura. Remix. Hipermídia. Estratégias Metacognitivas. Inglês.


PÁGINAS: 190
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
RESUMO:

Esta dissertação tem como objetivo, em linhas gerais, descrever e analisar como os remixes de hipermídias articulam-se no desenvolvimento da competência leitora em língua inglesa por meio de estratégias metacognitivas numa turma de inglês instrumental da UFPI. A prática de remixar textos digitalmente pode ser definida como as edições em recortes e colagens de textos diversos que juntos produzem significados, mas que não alteram a sua essência integralmente. Alguns exemplos são as músicas remixadas, os memes e certos textos hipermidiáticos. O propósito de utilizar o remix de hipermídias, na disciplina de inglês instrumental, é possibilitar durante o processo de mediação da leitura que os alunos leiam e produzam remixes de textos multimodais para que através dessa mescla possam utilizar as estratégias metacognitivas de leitura refletidas nas aulas como a ativação de conhecimentos prévios, a realização de previsões (confirmações e refutações),a identificação de palavras cognatas, palavras-chave, marcas tipográficas etc. para que, assim, os alunos consigam desenvolver sua competência leitora em língua inglesa. Essa remixagem consiste numa colagem de hipermídias (textos provenientes da internet) como imagens, vídeos, músicas, textos em português, associadas ao tema do texto central. Este trabalho, portanto, insere-se nas reflexões atuais sobre tecnologias, multiletramentos e especialmente no processo de ensino e aprendizagem de leitura em língua inglesa. Contemplando um pouco sobre os variados letramentos que desenvolvemos para participarmos ativamente de nossa sociedade, destacamos os multiletramentos e em especial os digitais. Assistir/ler vídeos e enunciar por múltiplos textos em redes sociais são geralmente atividades imprescindíveis no cotidiano das pessoas. Sabemos que os jovens são seus usuários mais ativos e, dentre suas práticas, podemos elencar os selfies e os remixes de textos, fotos e vídeos, onde normalmente adicionam filtros e outros efeitos para produzir e construir sentidos. Além da remixagem de textos, evidenciamos outra atividade bastante regular no cotidiano das pessoas: a leitura de hipermídias. Sua leitura oportuniza uma postura bem mais ativa do leitor devido a sua tomada de escolhas perante os nós textuais que clica, os quais incidem sobre sua compreensão e o desenvolvimento de estratégias (meta)cognitivas, e dentre essas citamos a possibilidade de realizar inferências e construir sentidos por linguagens verbais ou não. Retomando a esses letramentos, refletimos que o remix de hipermídias durante o processo de desenvolvimento da leitura em língua inglesa, pode ser importante, pois além de refletir os multiletramentos que os discentes desenvolvem no meio virtual, também pode servir de motivação para que os alunos utilizem estratégias de leitura.Do ponto de vista teórico, apoiamo-nos na concepção de leitura desenvolvida por Smith (2004[1971], Goodman (1976), Kintsch e van Dijk (1978), Stanovich(1980), e discutida por outros autores como Carrell (1989; 1998), Nuttal(2005), Koch e Elias (2007) e Kleiman (2008a;b). No tocante aos usos de estratégias metacognitivas de leitura, fundamentamo-nos principalmente em Brown (1977;1980), Holmes (1982) van Djik; Kintsch (1983), Gadelha(2007). Em relação aos multiletramentos e letramentos digitais, como o remix e a leitura de hipermídias, embasamo-nos sobretudo em Cope e Kalantzis (2000), Kress (2000), Burbulles e Callister (2001), Bolter (2001),  Manovich (2007), Jewitt(2008), Knobel e Lankshear(2008), Navas (2010) .Para realização dessa dissertação, amparamo-nos na pesquisa de narrativas conforme Connelly e Clandinin(1990). O contexto de pesquisa foi uma turma da disciplina de Inglês Instrumental da UFPI. Os sujeitos foram a pesquisadora-participante e os alunos da disciplina. Os dados foram coletados entre os dias 25 de abril e 8 de agosto de 2014. Nossos corpora foram compostos por observações participante e relatos de experiência. Como procedimentos de análise, buscamos compor sentidos através da formulação de temas segundo van Manen (1990). Diante do processo de composição de sentidos, uma das evidências temáticas foi constatar que as atividadesde leitura com remixes de hipermídias foram qualitativas para o desenvolvimento da leitura através das estratégias metacognitivas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1631589 - BEATRIZ GAMA RODRIGUES
Interno - 2521935 - FRANCISCO WELLINGTON BORGES GOMES
Externo à Instituição - MARIA ELDELITA FRANCO HOLANDA - UESPI
Notícia cadastrada em: 24/03/2015 14:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 16/06/2021 16:13