Notícias

Banca de DEFESA: JARBSON HENRIQUE OLIVEIRA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JARBSON HENRIQUE OLIVEIRA SILVA
DATA: 26/08/2021
HORA: 09:00
LOCAL: A defesa será realizada por meio de plataforma de comunicação remota.
TÍTULO: Padrões de distribuição de DNA repetitivo em Parkia platycephala Benth. (Leguminosae, Caesalpiniodeae) usando fluorocromos CMA/DAPI e sondas de DNAr5S e 35S
PALAVRAS-CHAVES: Cerrado brasileiro, faveira-de-bolota, heterocromatina constitutiva
PÁGINAS: 51
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
SUBÁREA: Genética Vegetal
RESUMO:

O cerrado, bioma de relevante importância brasileira, é representado por um mosaico de espécies e vegetações de grande importância econômica e social. Dentre elas, destaca-se Parkia platycephala Benth., popularmente conhecida como faveira, faveira-de-bolota e fava-de-bolota. P. platycephala é uma leguminosa arbórea de grande potencial ecológico, paisagístico, energético e nutricional. Estudos envolvendo as relações filogenéticas dentro do gênero Parkia e em gêneros proximamente relacionados tem sido foco de pesquisas recentes. Apesar disso, estudos citogenéticos em Parkia são, ainda, escassos e incipientes. Diante disso, o presente estudo objetivou caracterizar citogeneticamente o cariótipo de 10 acessos de P. platycephala quanto ao número cromossômico, localização e distribuição dos blocos de heterocromatina constitutiva (HC) por meio de dupla coloração por fluorocromos CMA/DAPI. Para isso, as sementes de P. platycephala foram escarificadas mecanicamente e germinadas em placas de Petri. As radículas foram coletadas e pré-tratadas com PDB. As lâminas foram preparadas de acordo com o protocolo de Carvalho e Saraiva (1993), com pequenas modificações. Todos os acessos avaliados apresentaram número cromossômico básico 2n = 26, com cromossomos pequenos, de morfologia meta- e submetacêntrica. Foi possível identificar oito bandas CMA no cariótipo de P. platycephala, sendo dois blocos terminais maiores CMA++/DAPI- distendidos em um par de cromossomos que, provavelmente, são correspondentes a sítios que cerceiam regiões organizadoras de nucléolos (RONs). Além disso, foram identificadas bandas pericentrométricas ricas em GC (CMA++) em pelo menos três pares cromossômicos, além de bandas menores variáveis e de difícil identificação. O bandeamento por fluorocromos permitiu realizar, pela primeira vez em P. platycephala, uma análise de distribuição de HC nos cromossomos dessa espécie, contribuindo para uma melhor compreensão do cariótipo dessa leguminosa de importância nacional. É necessário, portanto, dar continuidade a esses estudos, fornecendo dados citomoleculares adicionais de localização e distribuição de DNA ribossomal 5 e 35 S utilizados como sondas para FISH (Hibridização in situ Fluorescente).


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA PAULA PERON - UTFPR
Presidente - 2246508 - LIDIANE DE LIMA FEITOZA
Externo ao Programa - 3231132 - LIVIA DO VALE MARTINS
Interno - 930.516.623-72 - VERÔNICA BRITO DA SILVA - UENF
Notícia cadastrada em: 10/08/2021 22:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 14/08/2022 07:08