Notícias

Banca de DEFESA: KELVIM CRIST ARAÚJO ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KELVIM CRIST ARAÚJO ROCHA
DATA: 31/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: A defesa será realizada por meio de plataforma de comunicação remota.
TÍTULO: Estrutura genética de Fusarium sacchari, agente causal da podridão do topo em cana-de-açúcar
PALAVRAS-CHAVES: Diversidade genética, FSSC, ISSR, Pokkah Boeng, Saccharum officinarum.
PÁGINAS: 53
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
SUBÁREA: Genética Vegetal
RESUMO:

A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) é uma das principais
culturas brasileiras. Em canaviais é comum a observação de má formação do
topo, sintoma característico da podridão do topo, doença que tem como
principal agente etiológico o fungo Fusarium sacchari. Apesar de ter ampla
distribuição geográfica, não existem estudos populacionais relacionados a F.
sacchari em cana de açúcar. O conhecimento da estrutura genética de
populações de patógeno é importante para estabelecer estratégias de controle
eficientes. Desta forma, este estudo teve como objetivos: (i) Determinar a
estrutura genética de 48 isolados de F. sacchari causadoras da podridão do
topo da cana-de-açúcar obtidos no nordeste brasileiro, utilizando marcadores
ISSR; (ii) Classificar, por meio de análises estatísticas, os grupos genéticos. Os
isolados de F. sacchari foram divididos em 4 populações geograficamente
distintas, em seguida, tiveram seu DNA extraído e amplificado com três primers
ISSR. A diversidade genética imparcial média (uh) foi considerada moderada
(0,28), o que está coerente com o modo de reprodução misto do fungo. Através
de estatística bayesiana, uma análise de estratificação populacional dividiu os
isolados em 4 grupos genéticos distintos e independentes da localização
geográfica, fato este esclarecido pela existência de fluxo gênico significativo,
confirmado através de uma estatística análoga a F ST (Φ ST = 0,086), que
demonstrou uma diferenciação genética moderada entre os locais de coleta. A
estruturação populacional foi corroborada por um dendrograma realizado em
UPGMA, onde as amostras foram divididas em clados sem ligação com a
distribuição geográfica, e pelas análises de variância molecular (AMOVA) e
identidade genética, que respectivamente, demostraram baixa variância e alta
similaridade entre as populações. Tendo em vista que F. sacchari é patogênico
para outras espécies de gramíneas, é provável que, além de fluxo gênico
direto, a migração ocorra através do plantio de culturas próximas a canaviais
ou de gramíneas espontâneas, já que seus esporos são facilmente associados
a sementes e podem ser disseminados por meio de agentes abióticos. A ação
de múltiplos fatores evolutivos em canaviais representam um grande risco para
a cultura, já que auxiliam no surgimento de linhagens fúngicas mais virulentas.
O presente estudo trata-se do primeiro relato de estratificação populacional em
isolados de F. sacchari no mundo, servindo de base para futuros trabalhos
envolvendo diversidade genética de fungos associados a outras gramíneas e
plantas espontâneas próximas a canaviais, além de auxiliar na criação de
estratégias de identificação e combate de patógenos relacionados a podridão
do topo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2058623 - JOSE EVANDO AGUIAR BESERRA JUNIOR
Externo à Instituição - KEDMA DA SILVA MATOS - UFRR
Interno - 018.422.033-55 - LEONARDO CASTELO BRANCO CARVALHO - UFPI
Notícia cadastrada em: 12/08/2021 13:54
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 14/08/2022 06:36