Notícias

Banca de DEFESA: TAMARA SANTOS FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TAMARA SANTOS FERREIRA
DATA: 09/06/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
TÍTULO:

SORÇÃO E DESSORÇÃO DE DIURON EM SOLOS DE CERRADO SOB APLICAÇÃO DE BIOCHAR.


PALAVRAS-CHAVES:

Biomassa carbonizada, isotermas de Freundlinch, cromatografia liquida, herbicida, matéria orgânica do solo.


PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
ESPECIALIDADE: Matologia
RESUMO:

Objetivou-se com este trabalho avaliar a sorção e dessorção do diuron em Latossolo Vermelho-Amarelo (Experimento I) e Plintossolo Háplico (Experimento II), com diferentes concentrações de biochar em longo prazo de aplicação. Ambos experimentos foram conduzido a campo em Nova Xavantina-MT, no qual, foram instalados em delineamento de blocos casualizados, composto pela combinação de níveis de adubação de base (NPK) e doses de biochar, ambos com quatro repetições. O experimento I, instalado em 2006, teve a aplicação de 0 e 400 kg ha-1 da fórmula 00-20-20 de adubo NPK, e três doses de biochar (0, 8 e 16 Mg ha-1). Já no experimento II, instalado em 2008, aplicou-se 0 e 300 kg ha-1, de fertilizante NPK da fórmula 05-25-15 e três doses de biochar (0, 16 e 32 Mg ha-1). Os ensaios de sorção e dessorção foram conduzidos no Laboratório de Química da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), em Sinop- MT. Na avaliação da sorção e dessorção utilizou-se o método Batch Equilibrium, que consistiu na utilização de 10,0 ml da solução em CaCl2 0,01 mol L-1. Essas soluções foram adicionadas a amostras de 2g de solo, permanecendo sob agitação orbital ate atingir o tempo de equilíbrio (12 horas). Após centrifugação e filtração, a concentração do diuron no sobrenadante foi determinada por cromatografia liquida de alta eficiência (CLAE), com detector UV A 245 nm. A dessorção foi avaliada utilizando as amostras contidas nos tubos, após os ensaios de sorção, que inicialmente continham 8 mg L-1 de herbicida.  A isoterma de Freundlich ajustou-se adequadamente para descrever a sorção do diuron nos dois solos estudados. A sorção do diuron foi diretamente relacionada aos teores de carbono orgânico, humina (HUM) e acido húmico (AH). Visto que os tratamentos que possuíam maior teor de biochar foi também os que apresentaram maiores coeficientes de sorção (Kf) e menor taxa de dessorção em ambos os solos. Portanto o processo de dessorção do diuron foi inverso ao da sorção. Esse efeito pode ser atribuído às características do biochar em tornar mais reativas as frações AH e HUM presentes na matéria orgânica do solo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 906.242.971-87 - FABIANO ANDRE PETTER - UFMT
Externo à Instituição - ADILSON PAULO SINHORIN - UFMT
Externo à Instituição - ALEXANDRE FERREIRA DA SILVA - EMBRAPA
Externo à Instituição - LARISSA BORGES DE LIMA - UFMT
Notícia cadastrada em: 22/05/2015 08:43
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 28/10/2021 02:53