Notícias

Banca de DEFESA: ALCILANE ARNALDO SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALCILANE ARNALDO SILVA
DATA: 27/08/2015
HORA: 08:30
LOCAL: Campus de Ciências Agrárias - UNIVASF
TÍTULO:

PRODUÇÃO DE HELICÔNIAS EM VASO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO NAS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DE BOM JESUS, PI


PALAVRAS-CHAVES:

Heliconia, exigência hídrica, tanque classe A.


PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
ESPECIALIDADE: Fisiologia de Plantas Cultivadas
RESUMO:

A floricultura apresenta alta rentabilidade por área e retorno rápido do investimento. As plantas ornamentais tem se destacado na região Nordeste, principalmente as do gênero Heliconia pela sua aparência exótica de suas inflorescências. Por se tratar de uma planta que evoluiu em ambiente úmido, a helicônia é muito sensível à falta de umidade no solo, por isso em locais secos e de temperatura elevada recomenda-se irrigações diárias. O estudo de diferentes lâminas de irrigação constitui uma maneira bastante prática para se determinar as necessidades hídricas de uma espécie, portanto, o conhecimento da evapotranspiração da cultura é fundamental em projetos de irrigação, podendo ser estimada por vários métodos e dentre eles se destaca o Tanque Classe A, em que se mede o efeito integrado da radiação solar, vento, temperatura e umidade do ar sobre a evaporação de uma superfície livre de água, e a planta responde às mesmas variáveis climáticas. O objetivou do trabalho foi avaliar o efeito de diferentes lâminas de irrigação na produção de espécies de helicônias cultivadas em vaso. O experimento foi conduzido no Campus Profa. Cinobelina Elvas-UFPI. Para as avaliações diárias e semanais o experimento foi instalado em blocos ao acaso com a avaliação em parcelas subdivididas, sendo as cultivares nas parcelas (Heliconia psittacorum cv. Golden Torch e Heliconia bihai cv. Humilis) e lâminas de irrigação nas subparcelas [50, 75, 100, 125 e 150% da evaporação do tanque classe A (ECA)] com quatro repetições e duas plantas por repetição. Para as avaliações em função do tempo realizou-se análise de blocos ao acaso com a avaliação em parcelas sub-subdivididas, sendo as cultivares nas parcelas; lâminas de irrigação nas subparcelas e épocas de amostragem nas sub-subparcelas [30, 60, 90, 120, 150, 180 e 210 dias após o transplante (DAT)]. Foram realizadas as seguintes avaliações: Número de dias para emissão dos perfilhos, Número de dias para emissão da inflorescência, Número de dias para a colheita da inflorescência, CICLO,Comprimento da inflorescência,Comprimento da haste floral, Diâmetro da haste, Produtividade de hastes florais, Presença/ausência de flores, Altura de planta, Número de perfilhos emitidos por rizoma, Clorofila e Área foliar. Adotou-se metodologia de modelos mistos para análise de variância considerando as variáveis cultivar e lâminas como aleatório e repetições como fixo. Houve influência do tratamento Dias nas variáveis A, NP, CLOROFILA e AF a 1% de probabilidade. A cultivar não causou efeito significativo na variável A, mas causou efeito significativo a 1% de probabilidade nas variáveis NP, CLOROFILA e AF. Houve diferença estatística entre os tratamentos referentes as lâminas de irrigação para a cultivar 1, tendo como destaque as lâminas 1 e 4 na produção de perfilhos. A variável CICLO também foi influenciada tanto pela cultivar quanto pela lâmina de irrigação, ambas exercendo efeito significativo. NDEI, CICLO, NDCI, CI, CH, DH e PHF. O NDEI foi afetado significativamente em função da cultivar e da lâmina de irrigação. O tempo pode causar influência nas variáveis de crescimento. A Helicônia bihai apresenta melhor desempenho na fase vegetativa. A Helicônia psittacorum apresenta melhor desempenho na fase reprodutiva. As lâminas com 100, 125 e 150% da evapotranspiração oferecem melhor rendimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 004.996.239-67 - MARKILLA ZUNETE BECKMANN CAVALCANTE - UNIVASF
Externo à Instituição - ANAMARIA RIBEIRO PEREIRA RAMOS - UNIVASF
Externo à Instituição - MARIA HERBÊNIA LIMA CRUZ SANTOS - UNEB
Notícia cadastrada em: 18/08/2015 17:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 28/10/2021 02:15