Notícias

Banca de DEFESA: JOSE GIL DOS ANJOS NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE GIL DOS ANJOS NETO
DATA: 01/09/2015
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 3
TÍTULO:

Avaliação da produção e produtividade de pimentão, sob diferentes doses de resíduo de soja no município de Palmeira do Piauí


PALAVRAS-CHAVES:

Capsicum annuum var. annum (L.), adubo orgânico, casca dura lakeda


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
ESPECIALIDADE: Produção de Mudas
RESUMO:

O pimentão é bastante exigente no que diz respeito às características química e física do meio de cultivo, e responde muito bem à adubação orgânica, sendo que excelentes produtividades podem ser obtidas por meio da associação de adubos orgânicos e minerais (SOUZA & BRUNO, 199. O objetivo do trabalho foi avaliar a produção e produtividade do pimentão, comparando as diferentes doses de resíduo orgânico de soja no munícipio de Palmeira do Piauí. O experimento foi conduzido a céu aberto no sítio Salina situado no município de Palmeira do Piauí – PI. Com latitude 08º43'37"s, longitude 44º14'08” w, e altitude 270 m. No presente estudo, observou-se que o aumento da concentração de adubo orgânico (resíduo de soja) influenciou diretamente na produção dos frutos. Observou-se diferença significativa entre as doses do resíduo de soja em relação aos tratamentos, no qual houve efeito significativo para todas as variáveis. A produtividade de pimentão variou entre os tratamentos 1 a 6 respectivamente de 3,21 t/ha a 7,15 t/ha. A variável diâmetro de fruto obteve seu pico máximo na dose de 50 t/ha cujo valor foi de 44 mm. O comprimento de frutos obteve um elevado crescimento ótimo, passando aproximadamente de 5,5 cm da testemunha (0 t/ha), para aproximadamente 6,5 cm com a dose final de 50 t/ha. A produção de frutos por plantas também foi crescente em relação às doses aplicadas do resíduo de soja, para a testemunha a produção ficou em torno de 1,2 kg/planta, e para a última dose (50 t/ha) a produção ficou em torno de 1,6 kg/planta. Enquanto a dose de 0 t/ha de resíduo de soja respondeu a um total de aproximadamente 8,5 frutos colhidos por planta, a dose maior que foi a de 50t/ha obteve um número total de aproximadamente 16 frutos colhidos por planta. O peso médio dos frutos foi crescente, tendo como aproximadamente 110 g com a dose de 0 t/ha, crescendo com o aumento das dosagens chegando em torno de 270 gramas de pimentão na dosagem de 50t/ha. Conclui-se que a adubação orgânica tem efeito significativo para a produção e produtividade do pimentão casca dura Ikeda, e todas as doses do resíduo de soja responderam significativamente em relação às variáveis estudas no experimento. A dose de 50 t/ha foi a mais adequada para a produção de pimentão, porém a tendência seria se houvesse uma dose maior a planta poderia ter respondido melhor do que a última dose aplicada no experimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1773079 - ADRIANA URSULINO ALVES
Externo ao Programa - 049.642.706-70 - ALEXANDRE FARIA DA SILVA - UFPI
Interno - 2999626 - DANIELA VIEIRA CHAVES
Interno - 1974703 - EDIVANIA DE ARAUJO LIMA
Notícia cadastrada em: 22/08/2015 16:37
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 24/10/2021 00:43