Notícias

Banca de DEFESA: PRISCILA SANTOS BARROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PRISCILA SANTOS BARROS
DATA: 10/06/2016
HORA: 08:30
LOCAL: PPGA-PV/CCA/ UFPI
TÍTULO:

Desempenho agronômico e produtivo do milho-verde em resposta à aplicação de dejetos líquido da suinocultura no solo


PALAVRAS-CHAVES:

Zea mays, resíduo da agroindústria, adubação alternativa


PÁGINAS: 49
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
RESUMO:

A aplicação de dejeto líquido suíno em solos caracteriza-se como maneira eficiente de redução do uso de fertilizantes, além de ser alternativa para destino do resíduo. Porém, nem sempre as aplicações são feitas de forma parceladas, em doses que consideram a sua composição e as necessidades das culturas. Assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar o desempenho agronômico e produtivo do milho-verde cultivado em solo sob aplicação de doses e parcelamentos de dejeto líquido da suinocultura na cultura do milho-verde (Zea mays L.) em condições de sequeiro. Para isso foi conduzido experimento, na área experimental do departamento de Engenharia Agrícola e Solos da UFPI, em Argissolo Vermelho Amarelo eutrófico. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso no esquema fatorial 5 x 3, sendo os tratamentos cinco doses de dejeto líquido de suíno (0, 25, 50, 75 e 100 m3 ha-1) e três formas de parcelamento das doses (uma aplicação, duas aplicações e três aplicações) com quatro repetições. As variáveis avaliadas foram, taxa de crescimento absoluto, índice de área foliar, diâmetro de colmo e índice de clorofila total, massa fresca e seca das folhas e massa fresca e seca do colmo, comprimento e diâmetro de espiga com e sem palha, peso de espiga com e sem palha, produtividade de espigas. O efeito da aplicação de DLS teve influência significativa nas variáveis avaliadas, havendo interação entre as doses aplicadas e os parcelamentos. A dose mais alta de dejeto líquido de suíno aplicada aqui (100 m3 ha-1), foi a dose que favoreceu os melhores resultados, combinada com o parcelamento P1 mostrando-se superior em todas as avaliações.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1969948 - CARLOS JOSE GONCALVES DE SOUZA LIMA
Interno - 2241316 - GABRIEL BARBOSA DA SILVA JÚNIOR
Externo ao Programa - 2058762 - ARTENISA CERQUEIRA RODRIGUES
Externo à Instituição - NILDO DA SILVA DIAS - UFERSA
Notícia cadastrada em: 24/05/2016 16:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.timers 28/10/2021 02:23