Notícias

Banca de DEFESA: JOANA D'ARC MENDES VIEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOANA D'ARC MENDES VIEIRA
DATA: 16/09/2016
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Reuniões da Direção
TÍTULO:

BIOESTIMULANTE NA FENOLOGIA DA PLANTA E QUALIDADE PÓS-COLHEITA DE FRUTOS DE TOMATE SOB REFRIGERAÇÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Solanum lycopersicum L., minitomate, reguladores vegetais, elementos climáticos, armazenamento


PÁGINAS: 98
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
ESPECIALIDADE: Fisiologia de Plantas Cultivadas
RESUMO:

Reguladores vegetais e elementos climáticos são capazes de influenciar o desenvolvimento, frutificação e qualidade de frutos. Objetivou-se avaliar os efeitos do bioestimulante sob a fenologia e qualidade de frutos pós-colheita da cultivar de tomateiro ‘Sweet Heaven’, bem como o efeito dos elementos climáticos sobre a fenologia do cultivar. Adotou-se delineamento em blocos ao acaso e parcelas subdivididas no tempo. Nas parcelas foram alocadas as doses do bioestimulante (0,0; 2,5; 5,0; 7,5; 10,0 e 12,5 mL de bioestimulante L-1 de solução aquosa) as quais foram aplicadas nas plantas. Na pré-colheita os períodos de avaliação durante o ciclo da cultura, foram alocados nas subparcelas, com 6 repetições. Avaliou-se altura de plantas (AP); diâmetro do caule (DC); número de entrenós (NE), número de folhas (NFO), número de inflorescências (NI), número de flores (NFL); número frutos (NFR); e índice do conteúdo de clorofila a, b, e total (CA, CB e CT). Tendo tido efeito entre doses e dias após a semeadura (DAS), Tendo o bioestimulante influenciao AP; NE; NFO; NFL e NFR. Enquanto que os demais caracteres foram influenciados apenas por DAS. As variáveis meteorológicas analisadas foram luminosidade (LU); temperatura do ar (TA) e umidade relativa do ar (UR). Verificou-se efeito das doses para o acúmulo térmico, sendo 7,5 mL de bioestimulante L-1 de solução aquosa o tratamento em que se obteve menor graus-dia acumulado. Observou-se relação significativa entre TA, UR e LU para o caractere CT, e entre UR e NFR, para os demais caracteres não houve relação significativa.  Na pós-colheita as subparcelas foram os dias de armazenamento dos frutos de minitomate, com três repetições. Avaliaram-se nos frutos os caracteres: Perda de massa da matéria fresca (PM), Sólidos solúveis (SS), Potencial hidrogeniônico (pH), Acidez titulável (AT), luminosidade (L*), croma e  ângulo hue (°hue), tendo todos tido efeito significativo para Dias de armazenamento, e apenas °hue teve efeito das doses. conclui-se que a aplicação do bioestimulante promoveu incrementos significativos ao longo dos dias nos caracteres AP, NE, NFO, NFL, NFR  em ‘Sweet Heaven’, tendo a dose de 7,5 mL reduzido o ciclo da cultivar, além disso, a TA foi o elemento climático que mais influenciou CT. E na pós-colheita, doses crescentes do bioestimulante reduziram os valores do °hue, prolongando a pós-colheita dos frutos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2999626 - DANIELA VIEIRA CHAVES
Interno - 1974703 - EDIVANIA DE ARAUJO LIMA
Interno - 2099554 - WIARA DE ASSIS GOMES
Externo ao Programa - 025.790.339-98 - ELAINE HEBERLE - UFPI
Externo à Instituição - JOSE HAMILTON DA COSTA FILHO - UFRN
Notícia cadastrada em: 10/09/2016 09:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 28/10/2021 01:44