Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO JOSE LINO DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO JOSE LINO DE SOUSA
DATA: 28/11/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 03 - PPG Agronomia/Fitotecnia
TÍTULO: PERFORMANCE AGRONÔMICA DE CULTIVARES DE CENOURA NO SUDOESTE DO PIAUÍ
PALAVRAS-CHAVES: Daucus carota, adaptação, desempenho produtivo.
PÁGINAS: 39
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A cenoura é considerada como uma das principais hortaliças em ordem de importância econômica e dentre as olerícolas em que a parte comestível é a raiz, ela se enquadra como a principal. Considerando a importância de se verificar os melhores genótipos para uma dada região, objetivou-se avaliar a performance agronômica de oito cultivares de cenoura no sudoeste do Piauí em um assentamento rural do INCRA na cidade de Alvorada do Gurgueia no período de maio a setembro de 2016. Foram avaliados: altura de plantas; comprimento da raíz; diâmetro das raízes; massa média das raízes comerciais; massa média das raízes refugo; produtividade total e comercial; percentual de raízes refugadas e percentual de raízes segundo sua classificação em comprimento. O delineamento foi em blocos ao acaso e quatro repetições, com 08 cultivares (BRS Planalto; Kuronan; Alvorada; Esplanada; Suprema; Brasília; Nova Kuroda e Tropical). Verificou-se que só houve diferença estatística para as variáveis: diâmetro da raiz, sendo as com maior diâmetro as cultivares Nova Kuroda e Kuronan,  comprimento médio da raiz representado pelas maiores com as cultivares (Tropical; Planalto; Esplanada; Suprema e Brasília); incidência de ombro verde/roxo na qual a que aprensentou menor incidência foi a Nova Kuroda, e  percentual de raízes por classes para raízes classe 10; classe 18 e classe 26. O maior percentual de raízes por classe se concentrou na classe 14 (raízes maiores ou igual a 14 cm e menor que 18 cm), na qual se enquadra dentro da preferência do mercado brasileiro. A produtividade total variou entre 45,05 a 68,37 t ha-1 e  produtividade comercial de 34,70 a 54,93 t ha-1. Os resultados mostram que as cultivares estudadas apresentaram bom desempenho na região, com produtividade acima da média nacional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1773079 - ADRIANA URSULINO ALVES
Interno - 2999626 - DANIELA VIEIRA CHAVES
Interno - 1974703 - EDIVANIA DE ARAUJO LIMA
Externo ao Programa - 025.790.339-98 - ELAINE HEBERLE - UFPI
Notícia cadastrada em: 18/11/2016 08:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 28/10/2021 02:33