Notícias

Banca de DEFESA: GERSON NASCIMENTO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GERSON NASCIMENTO DA SILVA
DATA: 12/08/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Escritório de Apoio da Embrapa Semiárido, no Centro de Convenções de Petrolina-PE
TÍTULO: ÍNDICES ECOLÓGICOS DE ARTRÓPODES ASSOCIADOS A AGROECOSSISTEMAS FRUTÍCOLAS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO
PALAVRAS-CHAVES: Levantamento; uva; pera; caqui; diversidade de insetos.
PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
RESUMO:

A videira, pereira e caquizeiro, dentre outras culturas de clima temperado, começou a ser cultivada na região do semiárido brasileiro, que devido às condições edafoclimáticas e características agronômicas das cultivares, vêm alcançando uma boa produtividade. Os pomares enfrentam problemas fitossanitários relacionados ao ataque de várias pragas, que dependendo da infestação, pode provocar depreciação na qualidade e redução no valor comercial do fruto. A introdução destas culturas na região semiárida, provavelmente tornarão hospedeira de um novo complexo de artrópodes. Assim, o objetivo deste trabalho foi realizar o levantamento da entomofauna associada à videira, pereira e caquizeiro no semiárido brasileiro, visando obter informações acerca da diversidade de insetos, além de ampliar os estudos nesses agroecossistemas e gerar subsídios para o desenvolvimento ou adoção de práticas agrícolas sustentáveis voltados ao manejo e controle de pragas. O levantamento foi realizado em área de produção de uva, pera e caqui, sendo que no caqui foi feito em duas áreas, (A1) e (A2), na região do Submédio do Vale do São Francisco. As coletas foram feitas no período de agosto a dezembro de 2017, realizadas por armadilha de Malaise, com periodicidade de 15 dias. Os insetos coletados, após triagem e conservação em álcool 70%, foram identificados no Laboratório de Manejo Integrado de Pragas da Videira da Embrapa Semiárido em nível de família. A dominância, abundância, frequência e constância das espécies foram obtidas por meio do software Anafau. A frequência relativa (F. R.) foi calculada para cada família identificada pela fórmula FR (%) = n / N x 100. Na videira, foi coletado um total de 5416 indivíduos, pertencentes a 5 ordens e 29 famílias, as quais pertenciam aos grupos dos parasitoides, predadores e fitófagos. Na pereira, foi identificado uma diversidade de insetos no total de 4233 indivíduos distribuídos em 6 ordens e 38 famílias, dentre os insetos foram coletados parasitoides, predadores e fitófagos. No caquizeiro, na (A1), foi coletado um total de 1682 insetos distribuídos em 6 ordens e 29 famílias. E na (A2) foram coletados 509 indivíduos distribuídos em 6 ordens e 28 famílias. De acordo com os dados obtidos, fica evidenciado que na cultura da videira, pereira e caquizeiro no semiárido brasileiro, mesmo cultivados em sistema convencional, apresenta um grande complexo de insetos durante todo o ciclo das culturas, onde desempenham diferentes funções ecológicas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 692.528.824-72 - ANDRÉA NUNES MOREIRA DE CARVALHO - UFRPE
Externo à Instituição - CARLOS HENRIQUE FEITOSA NOGUEIRA - UNEB
Externo ao Programa - 2388571 - GEISA MAYANA MIRANDA DE SOUZA
Presidente - 918.478.344-34 - JOSE EUDES DE MORAIS OLIVEIRA - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 06/07/2018 09:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 23/10/2021 23:18