Notícias

Banca de DEFESA: RITA DE CÁSSIA NUNES MARINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RITA DE CÁSSIA NUNES MARINHO
DATA: 26/02/2014
HORA: 08:30
LOCAL: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Semiárido
TÍTULO:

INTERAÇÃO ENTRE CULTIVARES E INOCULANTES DE BACTÉRIAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO EM FEIJÃO-CAUPI NO SEMIÁRIDO DO BRASIL


PALAVRAS-CHAVES:

Vigna unguiculata, inoculação, Bradyrhizobium sp, Microvirga vignae,.

 


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
RESUMO:

A inoculação de bactérias diazotróficas em feijão-caupi é considerada um recurso tecnológico sustentável, não só para o Semiárido, mas para todos os ecossistemas brasileiros, e a capacidades das bactérias realizarem simbiose eficazmente com variedades comerciais é fundamental para o sucesso dessa tecnologia. Neste contexto, os objetivos do presente trabalho foram: avaliar a contribuição da inoculação com estirpes de rizóbios no desenvolvimento e rendimento de grãos de quatro novas cultivares de feijão-caupi para o Semiárido e avaliar a eficiência de estirpes de rizóbios isoladas no semiárido brasileiro em fixar nitrogênio em simbiose com feijão-caupi. Para execução do primeiro objetivo, foram conduzidos dois experimentos em campo para avaliação da interação de novos genótipos de feijão-caupi com as estirpes diazotróficas, autorizadas para a produção de inoculante.. Os tratamentos de inoculação nos dois cultivos mostraram um incremento na nodulação, no acúmulo de nitrogênio da parte aérea e na proteína dos grãos. As novas variedades foram responsivas à inoculação com as estirpes de rizóbio. Para avaliar a eficiências de novos isolados foram conduzidos um experimento de casa de vegetação e outro em condições de campo. os delineamentos utilizados foram, respectivamente, o inteiramente casualizados e em bloco ao acaso com quatro repetições. O gene 16S rRNA dos isolados foi amplificado e as sequências obtidas foram compradas no banco de germoplasma. No experimento realizado em casa de vegetação os tratamentos de inoculação com os novos isolados influenciaram em todas as características avaliadas, de forma significativa. Para a eficiência nodular, observou-se diferença entre os tratamentos de inoculação, sendo que as estirpes recomendadas BR 3267 e BR 3262 apresentaram menor eficiência quando comprado com as isolados 240 e 282. No experimento realizado em campo os isolados 240 e 282 se destacaram por apresentar médias significativamente superiores ou iguais ao tratamento nitrogenado e aos tratamentos com as estirpes BR 3267 e BR 3301, em todas as variáveis analisadas. Com destaque para a produção de grãos, que quando inoculado com o isolado 240, a variedade BRS Pujante proporcionou rendimento de grãos de 30%, e na BRS 17 Gurguéia, quando inoculado com o 282 obteve aumento de 27%, ambos comparado com a testemunha absoluta. Os isolados em teste apresentaram capacidade de fixar N suficiente para promover o desenvolvimento das plantas de feijão-caupi podendo ser utilizados em teste posteriores em outros solos do semiárido.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1578117 - RAFAELA SIMAO ABRAHAO NOBREGA
Externo à Instituição - Lindete Míria Vieira Martins - UNEB
Externo à Instituição - PAULO IVAN FERNANDES JÚNIOR - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 25/02/2014 14:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 24/10/2021 01:17