Notícias

Banca de DEFESA: JOSE LOPES PEREIRA JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE LOPES PEREIRA JUNIOR
DATA: 03/04/2017
HORA: 08:15
LOCAL: Sala de Reuniões do Campus Ministro Reis Velloso
TÍTULO: Estudo dos efeitos do alfa-bisabol na mucosite intestinal experimental induzida por 5-fluorouracil em camundongos
PALAVRAS-CHAVES: Mucosite. Inflamação. Produtos Naturais
PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Farmacologia
SUBÁREA: Farmacologia Geral
RESUMO:

A mucosite intestinal é um dos efeitos colaterais mais debilitantes do tratamento com 5-Fluorouracil e está associada à dor, bacteremia e desnutrição. A destruição da mucosa intestinal leva à redução da absorção de nutrientes e maior vulnerabilidade à infecção. Na atualidade não há uma terapêutica eficiente para o tratamento dessa afecção.Sendo assim algumas estratégias terapêuticas vêm sendo testadas com o intuito de melhorar o quadro desses pacientes. Pesquisas apontam que o α-bisabolol, um álcool sesquiterpeno natural monocíclico encontrado nos óleos essenciais de camomila (Matricaria chamomilla), Vanillosmopsis erythropappa e outras plantas vem apresentando atividades antioxidantes, anti-inflamatórias, antinociceptivas e cicatrizante. Assim, o objetivo deste trabalho foi descrever os efeitos do α-bisabolol na mucosite intestinal experimental induzida por 5-FU. Para isso camundongos Swiss machos receberam 5-Fluorouracil (450 mg/Kg, i.p. dose única). Após a indução da mucosite os animais receberam α-bisabolol nas doses de 50, 100 e 200 mg/kg, via nasogástrica e o grupo controle receberam DMSO 2% durante três dias. 4 horas após a última dia de tratamento realizou-se o sacrifício dos animais para retirada dos segmentos intestinais de jejuno e íleo para a análise dos seguintes parâmetros: alterações histológicas, morfometria, dosagem dos níveis de nitrito/nitrato, GSH, mieloperoxidase, imunohistoquímica e esvaziamento gástrico. Os resultados mostraram melhora na arquitetura intestinal com recuperação na altura das vilosidades e diminuição na profundidade das criptas em segmentos de jejuno e íleo, além da diminuição no infiltrado neutrofílico e aumento nos níveis de GSH. O α-bisabolol reverteu de forma significativa a mastocitose e leucopenia induzida por 5-FU, além de diminuir os níveis de nitrito. O α-bisabolol na dose de 100 mg/kg diminuiu o tempo de retenção gástrica. Em conclusão, os resultados mostram que a administração de α-bisabolol atenuou os danos inflamatórios através da diminuição de MPO e reduziu o estresse oxidativo, com aumento da GSH.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2128442 - FELIPE CAVALCANTI CARNEIRO DA SILVA
Presidente - 1439403 - GILBERTO SANTOS CERQUEIRA
Interno - 1680593 - JAND VENES ROLIM MEDEIROS
Notícia cadastrada em: 20/03/2017 19:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 30/11/2022 07:43