Notícias

Banca de DEFESA: LAYSA SILVA E OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAYSA SILVA E OLIVEIRA
DATA: 19/06/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 752
TÍTULO: Análise do equilíbrio estático em indivíduos diabéticos com e sem neuropatia periférica diabética.
PALAVRAS-CHAVES: Diabetes mellitus. Equilíbrio Postural. Neuropatias Diabéticas. Entropia.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

Introdução: A diabetes mellitus (DM) é um problema de saúde pública que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo, caracterizada por hiperglicemia crônica que afeta o funcionamento do organismo e culmina com inúmeras complicações, entre elas a neuropatia periférica diabética (NPD), uma disfunção bastante prevalente na DM que aumenta o risco de úlceras do pé diabético, amputações de membros inferiores e promove disfunção no sistema nervoso ocasionado alterações no equilíbrio e risco aumentado de quedas. Objetivo: Avaliar o equilíbrio estático, de indivíduos com DM tipo 2, com e sem NPD. Métodos: Trata-se de um estudo transversal observacional, no qual foram incluídos 36 indivíduos (média de idade: 68,45; DP: 1,04), alocados em três grupos. O GC foi composto por indivíduos sem DM, o GD composto por indivíduos com DM e o grupo GN por indivíduos com DM e NPD. O trabalho foi aprovado pelo comitê de ética (parecer número: 2.164.796) e os voluntários submetidos à avaliação clínica, através de questionários em forma de entrevista (triagem inicial e MNSI para diagnóstico da NPD); exame físico dos pés (avaliação vascular, da sensibilidade tátil e vibratória, da mobilidade de tornozelo e reflexos tendíneos), e avaliação estabilométrica, na qual os voluntários realizaram dois blocos de tarefas sobre a plataforma de força: apoio bipodal com olhos abertos (BEO) e apoio bipodal com olhos fechados (BEC) por 120 segundos e as oscilações do COP foram averiguadas no domínio do tempo, da frequência e pela análise espectral. Resultados: o GN apresentou diferença estatisticamente significativa na avaliação do índice de massa corporal (IMC) comparado ao GC (p=0.040). A amplitude de movimento (AM) da talocrural direita apresentou redução significativa do GN comparado a GC (p=0,0142) e a talocrural esquerda diminuição da AM do GC em relação ao GD (p=0,0401), do GC em relação ao GN (p=0,0007) e do GD em relação ao GN (p=0,0060). Quanto às variáveis posturais, em sua maioria o GN apresentou comportamento distinto em relação ao GC e GD, sobretudo nas variáveis de interesse (Área, Range, Frequência e Entropia).  Conclusão: Foi possível constatar que a NPD promove alterações somatossensoriais, redução da mobilidade articular da extremidade distal inferior e afeta o comportamento postural desses indivíduos, e a análise não linear se mostrou uma ferramenta efetiva na avalição desse comportamento.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1900252 - BALDOMERO ANTONIO KATO DA SILVA
Externo ao Programa - 1297645 - CRISTIANO SALES DA SILVA
Presidente - 1774210 - VINICIUS SAURA CARDOSO
Notícia cadastrada em: 12/06/2019 14:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 08/12/2022 10:38