Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GISELE SANTOS DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GISELE SANTOS DE ARAÚJO
DATA: 14/05/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Banca realizada por videoconferência
TÍTULO: EFEITOS DE UMA CHALCONA-SULFONAMIDA SOBRE OS PROCESSOS ENVOLVIDOS NA FORMAÇÃO DE METÁSTASE in vitro
PALAVRAS-CHAVES: Chalconas-sulfonamidas. B16-F10. Atividade antimigratória.
PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:
O câncer é o resultado de células que não respondem adequadamente aos sinais que as controlam, com alta capacidade invasiva, podendo se espalhar por todo o corpo. A metástase é um processo pelo qual as células cancerosas se disseminam do tumor primário, se estabelecem e crescem em um local diferente do local inicial do tumor. Para que o processo de disseminação ocorra é importante que as células adquiram traços que as tornem capazes de deixar o local de origem e colonizar tecidos distantes. Um processo fundamentalmente importante que permite estas etapas é o programa biológico celular denominado Transição Epitélio-Mesenquimal (EMT, do inglês: Epithelial-Mesenchymal Transition) que permite às células epiteliais polarizadas fazer a transição para um fenótipo mesenquimal com aumento da motilidade celular. E, apesar dos grandes avanços na medicina, o câncer continua sendo uma das principais causas de morte no mundo. Assim, o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas é de grande interesse. Nesse contexto, novas chalconas-sulfonamidas têm sido sintetizadas com atividades biológicas relacionadas ao câncer. Além do efeito antitumoral, as chalconas-sulfonamidas parecem interferir na capacidade de migração e na invasividade de células tumorais, demonstrando sua aparente importância na inibição da formação de metástases. No entanto, ainda são poucos os estudos que descrevem o efeito antimetastático destas moléculas. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da chalcona-sulfonamida sintética 185 (CSS185) sobre os processos envolvidos na migração, invasão e adesão, utilizando ensaios in vitro, frente à linhagem de células de melanoma metastático (B16-F10). Os resultados demonstraram atividade citotóxica de CSS185 com valores de CI50 de 3,47 μM e 9,81μM, após 72 horas e 24 horas de incubação, respectivamente. A partir destes resultados foi possível determinar as concentrações não-citotóxicas nos valores de 2,5μM e 5μM para os demais ensaios. Para o ensaio clonogênico, a CSS185 apresentou diminuição das colônias após 24 horas de tratamento, indicando efeito antiproliferativo desta molécula. A CSS185 foi capaz de inibir a migração celular após 24 h de tratamento e após a interrupção do mesmo após 6 horas de incubação. Ainda, foi capaz de diminuir a adesão das células B16-F10 em matriz de colágeno após 2 horas de incubação com o composto. As imagens de Microscopia de Força Atômica demonstram que a CSS185 modifica a morfologia destas células com diminuição das filopodias, podendo estar envolvida nas propriedades adesivas das células ao substrato e consequente rearranjos no citoesqueleto, visto que foi possível observar a perda dos filopódios. A partir dos resultados obtidos foi possível demonstrar o potencial desta molécula, inibindo processos primordiais para a formação de metástases. No entanto mais estudos precisam ser realizados para averiguar os mecanismos pelos quais o composto interfere nestes processos.
 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2140923 - ANA JERSIA ARAUJO
Interno - 1789383 - JEFFERSON SOARES DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 2362290 - KLINGER ANTONIO DA FRANCA RODRIGUES
Notícia cadastrada em: 28/04/2020 07:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 08/12/2022 10:26