Notícias

Banca de DEFESA: ANTONIA MYKAELE CORDEIRO BRANDÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIA MYKAELE CORDEIRO BRANDÃO
DATA: 19/07/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: EFICÁCIA DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTINUA COMBINADA COM TREINAMENTO MUSCULAR DO ASSOALHO PÉLVICO (TMAP) NA INCONTINÊNCIA URINÁRIA FEMININA: ENSAIO CLÍNICO ALEATORIZADO
PALAVRAS-CHAVES: Incontinência Urinária; Treinamento Muscular do Assoalho Pélvico; Estimulação transcraniana por corrente contínua
PÁGINAS: 140
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

A incontinência urinária (IU) é definida pela “International Continence Society” (ICS) como qualquer perda involuntária de urina. O treinamento muscular do assoalho pélvico (TMAP) é considerado a principal estratégia terapêutica conservadora e não farmacológica eficaz para o tratamento de mulheres com IU. Recentes evidências têm demonstrado que a IU está atrelada a alterações no padrão de ativação-desativação de áreas corticais relacionadas ao controle da micção. Neste sentido, é possível que a adição de estratégias que tenham o cérebro como alvo terapêutico pode resultar em maiores benefícios clínicos às mulheres com IU. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) é uma técnica não invasiva e não farmacológica de modulação da atividade neuronal cortical que tem apresentado resultados promissores em diversas condições de saúde. No entanto, não há ainda evidências sobre a eficácia da combinação de TMAP ao ETCC na melhora dos sintomas em mulheres com IU. Trata-se de um ensaio clínico randomizado, paralelo, duplo-cego e placebo controlado de viabilidade para o tratamento da incontinência urinária feminina com ETCC combinada com TMAP, através da redução dos sintomas de incontinência urinária (perda urinária / pad test, gravidade da incontinência e impacto na qualidade de vida 4 semanas após a randomização. Em decorrência da suspenção dos atendimentos no Serviço Escola de Fisioterapia - UFDPar devido à pandemia pelo novo coronavírus, somente onze pacientes foram avaliadas, dessas, apenas nove mulheres foram distribuídas aleatoriamente em dois grupos distintos para receber ETCC (real) + TMAP ou ETCC (simulada) + TMAP durante 12 sessões em um período de quatro semanas. O desfecho clínico primário (cura sintomática) e os secundários (qualidade de vida, melhora das contrações voluntárias máximas, melhora da força muscular, percepção do efeito global e funcionalidade emocional) foram coletados antes do tratamento após quatro semanas de randomização. Os resultados demonstraram que a ETCC anódica é viável como terapia adjunta a um protocolo de TMAP e levou a uma mudança clínicas minimamente importante (MCMI) nas variáveis da cura dos sintomas da IU. Foi possível observar que o protocolo de tratamento é viável, as participantes foram aderentes e não houve efeitos adversos importantes e tem potencial para impulsionar os benefícios clínicos do TMAP . funcionalidade emocional) serão coletados antes do tratamento, após quatro, doze e vinte e quatro semanas após a randomização. Os dados serão coletados por um examinador cego à alocação dos tratamentos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA PETERSON ZOMIGNANI - NENHUMA
Presidente - 1642909 - FUAD AHMAD HAZIME
Externo ao Programa - 2988366 - SÁVIA FRANCISCA LOPES DIAS
Notícia cadastrada em: 06/07/2021 16:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 30/11/2022 07:21