Notícias

Banca de DEFESA: ADRIA MIRANDA DE ABREU

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ADRIA MIRANDA DE ABREU
DATA: 28/07/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Google meet (remoto)
TÍTULO: Impactos da experiência universitária em mulheres de origem rural
PALAVRAS-CHAVES: mulher; origem rural; ensino superior; acesso; permanência.
PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:
 

Com base na concepção de educação como agente de transformação social, atrelada a um projeto societário voltado para emancipação humana, mesmo reconhecendo as contradições e os desafios impostos ao setor pelo modo de produção e sociabilidade capitalista, busco nesta pesquisa abordar os efeitos do processo de expansão do ensino superior no Brasil, tendo como foco as políticas afirmativas e políticas de assistência estudantil no acesso às populações rurais às universidades. Voltando o olhar para a particularidade da experiência quanto ao acesso e os desafios quanto à permanência de mulheres de origem rural no ensino superior, bem como explorar os impactos que a vida universitária suscita na formação pessoal e profissional dessas mulheres. Deste modo, a pesquisa define como objetivo geral: Investigar as formas de acesso, a permanência de mulheres de origem rural no ensino superior e os reposicionamentos subjetivos suscitados pela experiência universitária. E como objetivos específicos: a) conhecer as experiências de mulheres de origem rural do ponto de vista do ingresso e da permanência no ensino superior; b) identificar as respostas do ponto de vista acadêmico e da política de assistência estudantil às mulheres de origem rural no ensino superior; e c) compreender os impactos da experiência universitária nos projetos de vida dessas mulheres. Trata-se de um estudo qualitativo, participativo, com estudantes mulheres que possuem matrículas ativas em duas instituições públicas de ensino superior de um município localizado no sul do estado do Maranhão, no Brasil. Em relação a escolha das participantes, optamos pela técnica de snowball (bola de neve), técnica utilizada a partir das redes de referência entre os sujeitos como ferramenta de acesso aos grupos da pesquisa, em que uma entrevistada indica outra até se alcançar o número esperado de participantes. O estudo contou com 8 participantes e estabeleceu como instrumento para produção das informações as entrevistas narrativas em profundidade na modalidade semiestruturada e a roda de conversa. Quanto à técnica de análise dos dados, apoiamos o estudo na análise de conteúdo na categoria análise temática, que gerou quatro categorias: Acesso ao ensino superiorPermanência no ensino superiorFormação pessoal e profissional e por fim, Gênero. Os resultados apontam para a permanência dos desafios presentes para a efetivação do ingresso no ensino superior e a tímida atuação das políticas de acesso, além disso, ressalta-se a importância dos recursos destinados à permanência estudantil e a necessidade de ampliar sua atuação e divulgação, de modo a atender as reais necessidades das estudantes. Destaca-se ainda, o caráter transformador da experiência universitária na trajetória dessas mulheres de origem rural e a potência de proporcionar maior visibilidade à experiência de mulheres, suas lutas e superações,

configurando-se como prática de enfrentamento ao modelo societário que predetermina modos de ser e existir, contribuindo assim, para a construção de novos modos de existência. Destarte, ressaltamos o aspecto transformador provocado pela vivência universitária e enfatizamos a necessidade de realizar novos estudos mais específicos com o recorte de gênero, para perceber mais detalhes envolvidos nesse diagrama mulher-rural-ensino e assim, contribuir para ampliar a discussão acerca deste tema.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 876.309.823-72 - FAUSTON NEGREIROS - UnB
Presidente - 1774313 - JOAO PAULO SALES MACEDO
Externo à Instituição - SAULO LURDERS FERNANDES - UFAL
Notícia cadastrada em: 27/07/2022 15:51
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 26/09/2022 10:11