Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FABRÍCIO DOS SANTOS MACHADO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FABRÍCIO DOS SANTOS MACHADO
DATA: 15/07/2021
HORA: 14:00
LOCAL: sistema remoto
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIPROLIFERATIVA DE UM NOVO VITANOLÍDEO ISOLADO DE Atenaea velutina (Solanaceae) EM CÂNCER DE MAMA TRIPLONEGATIVO
PALAVRAS-CHAVES: Citotoxicidade. MDA-MB-231. Vitaesteroide. Solanaceae.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Sendo um dos tipos de câncer mais incidente entre as mulheres, o câncer de
mama permanece uma das principais causas de morte relacionadas a câncer no
mundo, sabendo que esta é uma doença que envolve mudanças dinâmicas no
genoma e de difícil tratamento, a inibição do crescimento de células tumorais é um
dos alvos farmacológicos mais estudados da atualidade. Os produtos naturais
apresentam-se como em termos de atividades biológicas e farmacológicas, sendo
fontes importantes de novos compostos farmacêuticos. Dentre eles estão os
vitanolídeos, lactonas estereoidais que possuem uma vasta gama de efeitos
farmacológicos. Alguns apresentam capacidades de inibir múltiplas características
das células cancerosa. Dessa forma, o presente trabalho busca avaliar os efeitos
de novos vitanolídeos obtidos das folhas de Atenaea velutina em células de câncer
de mama triplo negativas (MDA-MB-231). Para isso, cinco vitanolídeos (AV1, AV2,
AV5, AV9 e AV10) foram testados contra linhagens tumorais e não tumorais com o
intuito de avaliar a citotoxicidade dessas moléculas, através do método do MTT.
Os resultados mostraram valores de IC50, dependendo da molécula e das células
avaliadas, que variaram de 0,52 μM a 8,31 μM em 72h, e em um aspecto geral,
AV1, apresentou os melhores resultados com baixos valores de IC50
especialmente para a linhagem MDA-MB-231: 2,1 μM; 1,8 μM; e 1,1 μM no tempos
de 24h, 48h e 72h, respectivamente. E em células de mama não tumorais
(MCF10A), apresentou IC50 de 4,8 μM, 1,8 μM e 1,6 μM nos tempos de 24h, 48h e
72h, com índice de seletividade no tempo de 72h (IS=1,4) enquanto que a
doxorrubicina, controle positivo utilizado, apresentou IS=0,5, após 72h. Diante
disso, essa molécula foi selecionada para estudos mais aprofundados. Com o
intuito de investigar o mecanismo de ação, foi realizado o ensaio de exclusão por
azul de tripan e análise morfológica por coloração de May-Grünwald-Giemsa, em
dois períodos de incubação (24h e 48h) e nas concentrações de 0,5; 1; 2 e 4 μM.
Por meio do ensaio de exclusão por azul de tripan, verificou-se que todas as
concentrações diminuíram a quantidade de células viáveis (p<0,05), não
interferindo no número de células não viáveis, em ambos os tempos testados. E
através das análises morfológicas foi possível observar nas concentrações de 0,5
μM e 1 μM vacuolização do citoplasma, alterações de membrana e fragmentação
nuclear e nas concentrações de 2 μM e 4 μM, foi observado também uma intensa
rarefação da matriz citoplasmática. Com isso, o efeito citotóxico de AV1 pode estar
relacionado com indução de morte por apoptose, sendo necessário mais testes
para avaliação e validação dessa hipótese.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2231318 - JOSE DELANO BARRETO MARINHO FILHO
Externo ao Programa - 1542337 - JULIANA FELIX DE MELO
Interno - 2362290 - KLINGER ANTONIO DA FRANCA RODRIGUES
Notícia cadastrada em: 29/06/2021 11:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 23/07/2024 09:01